Emirates volta a recrutar em Portugal. Salário acima dos dois mil euros mensais

Para que sejam considerados, os candidatos dos dois géneros devem vestir-se formalmente, sendo que é pedido às mulheres para atarem o cabelo, calçarem saltos altos e colocarem maquilhagem no rosto. Um dos poucos requisitos ao sexo masculino é a barba feita.

A companhia aérea Emirates está de regresso a Portugal para recrutar. A empresa está à procura de candidatos para a equipa de tripulação de cabine e volta a Portugal já este sábado, ficando até ao dia 20 de fevereiro.

A empresa volta assim a realizar o Recrutamento de Tripulantes de Cabine no dia 15 de fevereiro na Madeira, no Hotel Vila Porto Mare, voando depois para Faro, onde vão marcar presença no dia 17 de fevereiro no Hotel Faro, indo posteriormente para Braga no dia 20 de fevereiro para o Melia Hotel & Spa. O processo de entrevistas começa às 9 horas da manhã. Desta vez, Lisboa fica fora dos planos da empresa sediada no Dubai.

Os candidatos devem entregar o curriculum vitae (CV), em inglês, e atualizado bem como uma fotografia recente. Um conselho da empresa é que os candidatos devem preencher um formulário online no site de carreiras do Emirates Group, ainda antes de participarem no dia aberto.

Critérios de seleção

A companhia área tem ainda regras quanto à apresentação dos candidatos. Para que sejam considerados, os candidatos dos dois géneros devem vestir-se formalmente, sendo que é pedido às mulheres para atarem o cabelo, calçarem saltos altos e colocarem maquilhagem no rosto. Um dos poucos requisitos ao sexo masculino é a barba feita.

Os candidatos devem já ter completado os 21 anos de idade à altura da inscrição, e ter 1,60 metros de altura ou ter um alcance de braço de 212 centímetros quando se encontram em pontas dos pés.

A empresa exige ainda que os candidatos tenham o 12º ano de escolaridade concluído, ou seja, o nível de ensino obrigatório em Portugal, e devem ter fluência ao nível do inglês escrito e falado.

Caso o candidato tenha tatuagens, estas devem ser cobertas pelo uniforme da Emirates. “Capacidade para se adaptar a novas pessoas, novos lugares e novas situações” e estar fisicamente apto para este “papel exigente com um índice saudável de massa corporal”.

Salários e benefícios

Para o início, e segundo o site da Emirates, o salário base é fixado em 1.066 euros por mês, estando ainda previsto o acrescento de 15,32 euros, tendo como base entre 80 e 100 horas de viagem por mês. O salário médio pode chegar aos 2.290 euros mensais.

O transporte para os aeroportos e a acomodação nos hotéis é paga pela empresa, e o dinheiro para alimentação é distribuído na moeda do país onde aterram. Os rendimentos são ainda livres de impostos, e a empresa oferece ainda habitação gratuita caso os candidatos se queiram estabelecer no Dubai, ainda que seja uma casa moderna em regime de partilha. A empresa oferece ainda seguro de saúde.

A Emirates dá ainda aos trabalhadores 30 dias de férias durante o ano, além de providenciar um bilhete anual para o país de origem do empregado.

Ler mais
Relacionadas

Emirates eleita como a melhor companhia aérea mundial

Estudo da eDreams, agência de viagens ‘online’, coloca ainda a Turkish Airlines e a Qatar Airways no pódio do setor da aviação civil a nível global.

Emirates ruma ao Porto e Faro para recrutar assistentes de bordo. Salário é superior a 2 mil euros mensais

A quem estiver sediado no Dubai, a companhia paga alojamento ou uma compensação financeira. Os trabalhadores da Emirates têm direito a seguro de saúde e de vida.

Emirates vai recrutar em Portugal. Salário superiores a 2 mil euros mensais

Lisboa, Braga, Porto e Faro são os destinos escolhidos pela companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos para recrutar assistentes de bordo em Portugal.

Emirates começa a voar para o Porto a partir de 2 de julho

“Além de oferecer um rica herança cultural e uma variedade de atrações turísticas, o Porto é também uma importante cidade de negócios e industrial, atraindo viajantes empresariais”, revelou a Emirates quando anunciou a rota em fevereiro.
Recomendadas

Produção industrial em Itália cai 2,4% em fevereiro

Em termos homólogos, a produção industrial subiu em bens de capital (1,4%) e baixou a de bens de consumo (3%), a de bens intermédios (2,3%) e a de energia (0,6%).

Mais de 10 mil pessoas protegidas pelo seguro Covid-19 da Tranquilidade/Generali

O produto destina-se a empresas que pretendem proteger os trabalhadores, sobretudo as que continuam em atividade nos seus edifícios e o risco de infeção é superior. Lançado há 10 dias, foi desenvolvido em parceria com a AdvanceCare e garante um subsídio diário de 100 euros por cada dia de hospitalização por esta doença.

Executivo ultima propostas para apoiar os media, mas falta consenso no setor

Media vão receber apoios estatais para enfrentar crise gerada pela pandemia da Covid-19. Governo anuncia apoios “em breve”.
Comentários