Empresa portuguesa participa na construção do maior telescópio do mundo

O ELT é um projeto revolucionário que permitirá a investigação sobre questões em aberto sobre o universo. Será o maior telescópio no mundo, captando até 13 vezes mais luz que os maiores telescópios já existentes.

O ISQ, empresa que presta serviços de inspecção, ensaio, formação e consultoria técnica na área tecnológica, vai estar envolvido na construção do European Extremely Large Telescope  (ELT) , enquanto “consultor na área da garantia da qualidade para totalidade do projeto”, informa a entidade, em comunicado.

“A consultoria do ISQ está focada, em concreto, nas áreas da qualidade e da segurança, análise e revisão do sistema de qualidade, com propostas de melhorias que foram largamente adotadas pela ESO (European Organisation for Astronomical Research in the Southern Hemisphere) e que fazem agora parte das especificações dos Cadernos de Encargos do projeto” , refere.

O ELT é um projeto revolucionário que permitirá a investigação sobre questões em aberto sobre o universo. O ELT será o maior telescópio no mundo, captando até 13 vezes mais luz que os maiores telescópios já existentes, tendo um diâmetro de 32 metros, “conseguindo por isso obter imagens com qualidade superior ao telescópio espacial Hubble”.

O investimento será de cerca de 1.000 milhões de euros.

Não é a primeira vez que o ISQ participa em projetos europeus. No passado, o “colaborou ainda na conceção e apoio à implementação do manual de segurança da sede do ESO em “ o contributo para a construção do maior acelerador de partículas do mundo, o LHC do CERN, projeto no âmbito do qual, durante 6 anos, 26 engenheiros altamente qualificados trabalharam em 11 países da Europa”.

Relacionadas

Espaço: Tecnologia portuguesa à conquista de Marte

São várias as empresas portuguesas que participam em missões ao “planeta vermelho”. O consórcio liderado pela Amorim Cork Composites, a Critical Software, ou a Active Space Technologies estão a trabalhar em vários projetos com o objetivo de explorar Marte.
Recomendadas

Perto de 120 novos inspetores iniciaram funções na PJ

Depois de terem terminado o período de nove meses de estágio com sucesso, 118 novos inspectores da PJ vão agora iniciar funções, representando um reforço de mais de 10% nos operacionais para investigar a criminalidade mais grave e complexa do nosso país. É a primeira vez desde 2015 que a PJ receberá “sangue novo”. Estão ainda mais 100 reforços na calha.

Harvey Weinstein considerado culpado de violação e agressão sexual

O veridicto foi divulgado esta segunda-feira. Weinstein foi considerado culpado de ato sexual criminoso em primeiro grau e violação em terceiro, segundo o jornal “The New York Times”. Até agora, ainda não foram dados pormenores da pena que será aplicada.

Mundo tem de se preparar para uma “eventual pandemia”, diz OMS

“Devemos concentrar-nos na contenção [da epidemia], enquanto fazemos todo o possível para nos prepararmos para uma possível pandemia”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, numa conferência de imprensa em Genebra.
Comentários