Empresas de estacionamento faturaram 124 milhões de euros em 2018

Em Portugal, investiu-se 83 milhões de euros em infraestruturas de estacionamento e 41 milhões de euros em estacionamentos regulados à superfície.

Câmara Municipal do Porto

As empresas gestoras de lugares de estacionamento em Portugal faturaram, em 2018, 124 milhões de euros, um crescimento de 3,3% face a 2017, indica a consultora Informa D&B, esta quinta-feira, 11 de julho. No ano passado, o mercado espanhol representou uma quota de 89% do mercado ibérico, e apresentou um crescimento de 2,9%, para 1.050 milhões de euros.

De acordo com os dados divulgados, em 2018 existiam 255 empresas em Portugal, enquanto que o número em Espanha ascendia a 800.

Em Portugal, existiam 255 empresas dedicadas a este setor, enquanto em Espanha o número ascendia para 800. “O número de lugares de estacionamento em atividade no mercado ibérico ascendia a 1.815.000, dos quais 1.520.000 em Espanha e 295 mil em Portugal”, indicou a Informa D&B.

Em Portugal, investiu-se 83 milhões de euros em infraestruturas de estacionamento e 41 milhões de euros em estacionamentos regulados à superfície. No mercado ibérico, “o volume de negócios associado ao aluguer de lugares de estacionamento registou um aumento de 3,7%, para 840 milhões de euros, enquanto o valor relativo à gestão de lugares em zonas reguladas à superfície cresceu 1,2% para 334 milhões”.

“As previsões apontam para que se mantenha a tendência de crescimento do mercado ibérico de gestão de lugares de estacionamento nos próximos anos, embora com um abrandamento moderado, em linha com a atividade económica geral, acrescido do impacto resultante das políticas de mobilidade implementadas nas grandes cidades”, sustenta a empresa.

O empresa revelou que em Espanha “a quota de mercado conjunta das cinco principais empresas era de 53%, enquanto em Portugal a quota de mercado das cinco principais empresas era de 85%”.

Ler mais
Recomendadas

Lesados do BES. António Costa “disse que acabou. Não há mais dinheiro”

Uma organizadora do movimento dos emigrantes lesados do BES em França contou hoje à Lusa que o primeiro-ministro, António Costa, lhe disse que não haveria mais dinheiro para além do que já foi acordado.

Trabalhadores da General Motors em greve a partir de segunda-feira

O sindicato United Auto Workers (UAW), o maior do setor automóvel, marcou hoje uma greve que abrange os cerca de 48 mil trabalhadores do gigante norte-americano General Motors (GM) na primeira paralisação em 12 anos.

PremiumPresidente da ATP disponível para novas fusões que unifiquem o setor

Mário Jorge Machado diz que consolidar o associativismo nos têxteis até unir todos os empresários seria benéfico para o setor. Frente internacional é outra prioridade do líder da Associação Têxtil e do Vestuário de Portugal.
Comentários