“Ensinam quando não estão em greve”. Professores indignam-se com ‘palavras cruzadas’ do ‘Expresso’

Este exercício resultou na manifestação de alguns utilizadores de redes sociais que criticaram o jornal e os seus responsáveis sobre a escolha da definição para que fosse encontrada a palavra ‘professores’.

Um exercício de ‘palavras cruzadas’ na última edição do jornal Expresso está a gerar controvérsia na classe profissional dos professores. Tudo porque para definir que palavra de onze letras deveria ser colocada na horizontal, o jornal Expresso utilizou a expressão “ensinam quando não estão em greve”.

Este exercício resultou na manifestação de alguns utilizadores de redes sociais que criticaram o jornal e os seus responsáveis sobre a escolha da definição para que fosse encontrada a palavra ‘professores’.

https://twitter.com/hmendes/status/1150369992279543808

Ler mais
Recomendadas

Passes, energia renovável e eficiência. Os truques de Medina para combater as alterações climáticas

“Olhando para os dados, os últimos anos foram os mais quentes de que há registo”, afirmando que esta é uma das realidades mais visíveis no nosso país, que tem enfrentado secas extremas, incêndios e cheias.

Homem acusado da morte do triatleta Luís Grilo vai sair em liberdade

O homem acusado da morte do triatleta Luís Grilo, em coautoria com a mulher da vítima, Rosa Grilo, vai ser hoje posto em liberdade, disse à agência Lusa fonte judicial.

Cientistas japoneses anunciam testes clínicos de nova vacina contra Ébola

Uma equipa de cientistas japoneses anunciou esta quinta-feira que vai começar a testar em humanos uma nova vacina contra o vírus Ébola, que atualmente afeta a República Democrática do Congo.
Comentários