Jeffrey Epstein deixa testamento de mais de 520 milhões de euros

O ‘Fundo 1953’ estava escondido nas Ilhas Virgens e o testamento apontam que tenham sido deixados mais de 521 milhões de euros, pois ainda falta avaliar a coleção de arte do milionário.

O milionário Jeffrey Epstein, acusado de violação de menores e encontrado sem vida na prisão na semana passada, assinou um novo testamento dois dias antes de morrer, revela o jornal norte-americano ‘New York Post’.

De acordo com a mesma publicação, Epstein deixou em testamento um total de 577.672.654 milhões de dólares (521.195.283 milhões de euros), o que significa que o milionário tinha mais 18 milhões de dólares (16 milhões de euros) do que declarou nos documentos judiciais quando tentava conseguir uma fiança pelas acusações federais de tráfico sexual.

O dinheiro de Epstein foi colocado no fundo ‘The 1953 Trust’, que faz referência ao ano em que nasceu. O testamento deixado pelo milionário norte-americano tem um total de 21 páginas e lista todas as propriedades detidas por Epstein.

Um advogado contactado pela publicação norte-americana garantiu que o facto de o testamento ter sido encontrado num fundo, só agora descoberto na ‘ilha da pedofilia’, para onde Epstein levava as suas vítimas, “é feito por razões privadas”, mas que “o mais incomum é a data apresentada, simplesmente pelo facto de ter sido feito dias antes dele morrer”.

Epstein nomeou dois advogados como executores do seu testamento: Darren K. Indyke e Richard D. Kahn. Ainda assim, o milionário decretou Boris Nikolic, assessor de Bill Gates, como alternativa. Sabe-se que os executores vão receber 250 mil dólares (225 mil euros) pelo seu trabalho.

Apesar de não existirem detalhes sobre os beneficiários do fundo, os documentos apontam que o único herdeiro seja o irmão do milionário, Mark Epstein. No entanto, o documento aponta que Mark apenas tinha direito a 100% “se Jeffrey não tivesse deixado nenhum testamento”.

Os muitos milhões deixados em testamento

A fortuna de Epstein encontra-se espalhada em diversas áreas. No banco, o milionário que se suicidou deixou mais de 56 milhões de dólares (50,5 milhões de euros). Nos diversos investimentos, o milionário tinha 112 milhões de dólares (101 milhões de euros) em capitais de várias empresas.

A soma vai em 151,5 milhões de euros mas a fortuna de Jeffrey Epstein não fica por aqui. O património particular adensa a fortuna que o milionário deixou. Em meios de transportes, como aviões, carros e barcos, somam-se 18 milhões de dólares (16 milhões de euros), a mansão em Nova Iorque está avaliada em 56 milhões de dólares (50,5 milhões de euros) e a casa em Palm Beach, na Flórida, tem um valor de 12 milhões de dólares (10,8 milhões de euros).

Um rancho no Novo México está avaliado em 17 milhões de dólares (15 milhões de euros), uma propriedade em Paris é a mais barata, avaliada em 8,6 milhões de dólares (7,8 milhões de euros) e duas ilhas nas Caraíbas por 86 milhões de dólares (77,6 milhões de euros).

No testamento consta ainda investimentos fixos na ordem de 14,3 milhões de dólares (13 milhões de euros), em capital privado detinha 195 milhões de dólares (176 milhões de euros), sendo que a sua coleção de arte ainda está por avaliar. Tem ainda 999 ações na empresa SCI JEP, cuja corporação está situada em França, avaliadas em 8,8 milhões de dólares (8 milhões de euros).

Em destaque no mesmo testamento encontram-se diversas ações em empresas sediadas nas Ilhas Virgens: 10 mil ações da Maple avaliadas em 56 milhões de dólares (50 milhões de euros), 10 mil ações na Laurel avaliadas em 12 milhões de dólares (11 milhões de euros), 10 mil ações na Cypress avaliadas em 17 milhões de dólares (15 milhões de euros), 10 mil ações na Poplar Inc avaliadas em 22 milhões de dólares (20 milhões de euros) e 10 mil ações na Nautilus Inc avaliadas em 64 milhões de dólares (58 milhões de euros).

Ler mais
Relacionadas

Jeffrey Epstein. A história de um magnata que acabou morto na cadeia

Epstein, de 66 anos, era acusado de abusos sexuais a menores na sua mansão de Florida. Terá praticado os mesmos crimes em Nova Iorque, Novo México e na ilha privada que tem nas Caraíbas. Ontem, foi encontrado morto na sua cela.
Recomendadas

Cimeira da Ação Climática: o que vai ser discutido e quem vai estar presente?

A Cimeira da Juventude vai acontecer simultaneamente em Nova Iorque e vai incluir um fórum com diversas gerações onde os jovens vão falar diretamente com os principais líderes políticos mundiais.

Secretário de Estado norte-americano modera declarações sobre o Irão

Em visita aos Emirados Árabes Unidos, Mike Pompeo surgiu inesperadamente a tentar fazer baixar a tensão com o Irão. Por outro lado, Abu Dhabi parece estar a testar uma aproximação ao Irão, ao mesmo tempo que se afasta dos sauditas.

Clima: Amazon anuncia campanha para Acordo de Paris ser cumprido 10 anos antes

Jeff Bezos colocou todo o peso do conglomerado da distribuição eletrónica numa campanha para ajudar a cumprir o Acor de Paris com 10 anos de antecedência.
Comentários