Equipa de arqueólogos dirigida por portugueses descobre vestígios romanos no Alentejo

A South-West Archaeology Digs (SWAD) encontrou vestígios no castelo velho de Safara, no concelho de Moura, no Alentejo.

Com apenas duas semanas de escavação, uma equipa internacional da South-West Archaeology Digs (SWAD) sob a direção científica de portugueses encontrou vestígios, que remetem ao período compreendido entres os séculos IV e I a. C..

Em comunicado, Mariana Nabais, arqueóloga que lidera esta equipa, refere que “este projeto começou em novembro de 2017 e rapidamente tivemos o apoio de universidades internacionais como a University College London e da University College Dublin. Já descobrimos vestígios muito interessantes do Calcolítico, da segunda Idade do Ferro e Romano Republicano, contribuindo assim para a relevância deste projeto”.

Esta escola situada em Devon, na Inglaterra, está acampada perto do Castelo Velho de Safara, no concelho de Moura, no Alentejo e foi nesse local que descobriu os vestígios. A SWAD pretende sensibilizar a população residente para a valorização patrimonial e assim potencializar a região do Alentejo, captando a atenção do público internacional.

O objetivo desta escola passa por munir os alunos convidados de outras universidades, com as ferramentas necessárias para uma boa condução dos trabalhos de campo e laboratório, no âmbito da escavação existindo sempre uma componente prática muito forte.

Estão previstos dias abertos de escavação em que os visitantes poderão ter a experiência de participar ativamente nos trabalhos, manusear e reconstruir os materiais recolhidos. No final das escavações, a SWAD pretende criar uma exposição com todo o material recolhido e organizar um congresso que atraia a comunidade arqueológica ao concelho de Moura.

Recomendadas

André Ventura promete “maior marcha alguma vez vista” contra antirracismo em Évora

“Será o nosso grito contra o racismo e marca o arranque do II congresso do partido. Começará às 19:00 nas portas de Évora e marcharemos até à praça do Giraldo, onde terminará a concentração”, garantiu André Ventura, referindo-se à data de 18 de setembro.

Escolas preparam-se para o regresso às aulas com intervalos mais curtos, alunos a ajudar a limpar e ‘take away’ nas cantinas

Falta um mês para o início do próximo ano letivo, que começa entre 14 e 17 de setembro. Neste momento, muitas escolas já concluíram os planos de funcionamento, enquanto outras ainda estão a ultimá-los, segundo a Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas.

Mais 198 casos e três mortes por Covid-19 em Portugal

Desde o início da pandemia no país, registam-se 53.981 casos confirmados da doença causada pelo novo coronavírus. Há ainda 320 doentes internados e 9.585 pessoas recuperadas, mais 209 do que na sexta-feira.
Comentários