Ericsson lança Centro de Competência para Portugal e prevê criar 100 empregos diretos até ao fim do ano

O lançamento deste centro de competência coincidiu com o início de atividade da nova sede da Ericsson, em Portugal.

O Centro de Competência em Sistemas de Suporte Empresarial da Ericsson veio para Portugal e a tecnológica sueca estima que crie 100 empregos diretos até ao fim do ano, fez saber a Ericsson Portugal.

Este centro de competência já está em funcionamento em Lisboa, tendo gerado 77 empregos diretos. Em comunicado, a Ericsson Portugal reafirmou “o seu compromisso com o talento, competência e inovação” de Portugal.

A tecnológica assegurou também que ao integrar o país nos centro de competência em sistemas de suporte empresarial, a Ericsson Portugal conseguirá realizar “operações comerciais centradas no cliente e relacionamento digital e com isso possibilitar às operadoras a rentabilização da experiência do cliente e o apoio a modelos de negócios atuais ou futuras inovações”.

Do Centro de Competência em Sistemas de Suporte Empresarial localizado em Lisboa, a Ericsson Portugal responderá “a todos os clientes na Europa e na América do Sul, uma das principais regiões do grupo”.

O lançamento deste centro de competência coincidiu com o início de atividade da nova sede da Ericsson, em Portugal.

Relacionadas

Vodafone procura aliados para o 5G

Após a instalação da primeira antena de 5G no país, o operador quer “fomentar um ecossistema português propício ao desenvolvimento da nova tecnologia”.

ABB e Ericsson reforçam parceria para acelerar automação de fábricas

O reforço desta parceria prevê que o sistema de automação inteligente venha a ser implantado nas instalações fabris da Ericsson em Tallinn, Estónia, usando um solução de célula robótica flexível totalmente automatizada da ABB.

Ericsson vai instalar 5G na Coreia do Sul

A Ericsson vai fornecer hardware e software de rádio 5G, com base nas normas do 3GPP.
Recomendadas

Carlyle avalia venda de posição na portuguesa Logoplaste

De acordo com a agência, o grupo já contactou o Barclays Plc e o Goldman Sachs para se aconselhar sobre o negócio.

Novo Banco: GamaLife, antiga GNB Vida, recusa “qualquer relação” com Lindberg

Previamente conhecida como GNB Vida, a GamaLife garante não ter qualquer relação com Lindberg e adianta ainda que “o envolvimento da Apax Partners na aquisição da GamaLife só começou após os problemas amplamente divulgados do Sr. Lindberg, quando já era bastante evidente que ele não seria capaz de completar esta transação“.

Toshiba retira-se oficialmente do negócio dos portáteis

A Toshiba já tinha vendido 80,1% do seu negócio de PCs à Sharp, ficando com uma participação na nova marca criada, a Dynabook, mas agora entregou o resto das ações da empresa.
Comentários