Escassez de chips nos sectores da tecnológico e automóvel afetam Wall Street

As ações da Pfizer permaneceram estáveis, apesar dos resultados trimestrais terem superado as expetativas e elevaram as suas projeções para 2021.

Reuters

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta terça-feira em terreno negativo afetada pelo alerta da Infineon sobre as as dificuldades na distribuição global de chips nos sectores da tecnologia e automóvel.

No início da sessão, o S&P 500 desce 0,56%, para 4,163 pontos, o tecnológico Nasdaq desvaloriza 0,84%, para 13,674 pontos, e o industrial Dow Jones cai 0,42%, para 33,865 pontos.

Também na segunda-feira a construtora Ford anunciou a paralisação na produção das suas fábricas alemãs durante várias semanas e já hoje a Ferrari adiou as suas metas financeiras.

“A castigar o sentimento podem estar ainda tensões militares entre China e Taiwan, e mais um lockdown em Singapura”, refere o analista de mercados do Millenium investiment banking, Ramiro Loureiro.

As ações da Pfizer permaneceram estáveis, apesar dos resultados trimestrais terem superado as expetativas e elevaram as suas projeções para 2021. As ações no retalho lideraram o avanço do mercado, com a Gap e Macy’s a subirem mais de 7%.

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou que a maioria das restrições impostas pela pandemia serão suspensas em Nova Iorque, Nova Jérsia e Connecticut, enquanto o serviço de metro durante 24 horas será retomado na cidade de Nova Iorque no final deste mês.

Por sua vez, o governador da Flórida, Ron DeSantis, assinou uma ordem executiva na segunda-feira que suspende imediatamente as restrições de saúde restantes naquele estado.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street fecha semana em alta a corrigir perdas dos últimos dias

Depois de uma semana de fortes perdas, especialmente no Nasdaq e Dow Jones, os três índices norte-americanos encerraram a última sessão da semana no verde, apesar dos dados fracos divulgados durante a manhã relativos às vendas a retalho e à produção industrial de abril.

Portugal regressa aos mercados quarta-feira para colocar 1.500 milhões de euros a seis meses e 1.750 milhões a 12 meses

Este é o segundo de um conjunto de três leilões a realizar entre março e junho com vista a angariar cerca de 4 mil milhões. Na anterior licitação, as taxas médias foram de -0,599% a três meses e -0,558% a 11 meses.

Bolsa portuguesa acompanha Europa e encerra semana no ‘verde’

Entre as principais praças europeias, o francês CAC 40 subiu 1,54%, o alemão DAX valorizou 1,41%, o espanhol IBEX 35 avançou 1,98% e o britânico FTSE 100 também encerra a sessão no ‘verde’ a ganhar 1,17%.
Comentários