Escola Alemã abre curso para alunos portugueses

O curso proporciona um primeiro contacto com a língua, tem a duração de um ano letivo e funciona duas vezes por semana, em horário pós-letivo.

DCIM/100MEDIA/DJI_0059.JPG

O curso preparatório de alemão destina-se a alunos portugueses que frequentem o 4.º ano e completem nove anos até 31 de dezembro de 2019. Proporciona um primeiro contacto com a língua alemã e com o ambiente pedagógico da escola, procurando avaliar o perfil dos alunos, com vista à sua admissão.

Frequentada por mais de um milhar de alunos, a maioria dos quais de nacionalidade portuguesa, a Escola Alemã de Lisboa oferece uma formação internacional, sendo o único estabelecimento do género que permite a admissão de alunos portugueses no 5.º ano, após a conclusão do preparatório.

A partir do 5.º ano, o percurso escolar dos alunos portugueses na Escola Alemã promove a progressiva integração no currículo alemão, contemplando disciplinas de língua e cultura portuguesas, até ao fim do ensino secundário. Os alunos adquirem formação internacional, que se rege pelo sistema educativo alemão com reconhecimento pelo Ministério da Educação português.

Na Escola Alemã de Lisboa, os alunos são certificados com o ‘Abitur’, diploma do ensino secundário alemão, que é um passaporte para o mundo. “Este diploma com reconhecimento e prestígio internacional permite o acesso direto ao ensino superior não só nos países de expressão alemã e em Portugal, como em muitos outros países do mundo”, salienta a escola em comunicado.

Todos os anos, em média, cerca de 60 alunos terminam o ‘Abitur’ em Lisboa, metade dos quais prosseguem os seus estudos na Alemanha.

No final do 12.º ano, os alunos portugueses são multilingues, dominando quatro línguas: português, alemão, inglês e francês com elevado nível de proficiência.

 

Ler mais
Recomendadas

Escola Técnica Superior Profissional nasce em Braga

Tem oferta vasta e diversificada e responde à aposta do IPCA nos cursos TESP. O investimento ronda os 2,5 milhões de euros.

St. Peter’s integra rede de escolas Inspired e globaliza-se

Parceria entre colégio português e grupo britânico responde aos desafios da globalização e cria oportunidades de intercâmbio e mobilidade para alunos.

Demografia dita sangria de alunos, professores e escolas

Em dez anos, Portugal perdeu 400 mil alunos da creche ao secundário. Corpo docente reduziu e envelheceu e parque escolar diminuiu significativamente.
Comentários