Escritórios aceleram crescimento da atividade imobiliária em agosto

Dados da consultora Jones Lang LaSalle revelam ainda uma forte atividade da ocupação de escritórios em Lisboa, com os mais de 13.450 m2 tomados a apresentarem um crescimento de 272%, face ao período homólogo de 2017.

A ocupação de escritórios no passado mês de agosto levou um crescimento anual em 40% da atividade imobilária em termos homólogos, segundo os dados revelados esta sexta-feira pela consultora Jones Lang LaSalle (JLL). Agosto registou novamente uma forte atividade da ocupação de escritórios em Lisboa, com os mais de 13.450 m2 tomados a apresentarem um crescimento de 272% face a igual mês de 2017.

Este desempenho mensal, ainda que cerca de 51% abaixo do volume recorde ocupado em julho (27.576 m2), fez acelerar ainda mais o crescimento anual do mercado, com uma ocupação acumulada entre janeiro e agosto (127.845 m2) a aumentar 40% face ao mesmo período do ano anterior.

Mariana Rosa, diretora de Office Agency & Corporate Solutions da JLL, refere que “a procura de escritórios está de tal forma dinâmica que, mesmo com as restrições impostas pela escassez de espaço, o mercado está a mostrar uma atividade robusta, com a recuperação de edifícios a dar uma importante resposta a esta procura e as empresas a procurarem alternativas às localizações empresariais mais consolidadas”.

Recomendadas

PremiumHostmaker: “Se matarem o alojamento local vão ter que o reativar”

David Costa, executivo da empresa em Lisboa, critica as medidas que o Estado pretende introduzir no setor no Orçamento do Estado para 2020: “O alojamento local tem custos bastante superiores ao alojamento tradicional”.

ASAE instaura 327 processos a estabelecimentos de Alojamento Local e empreendimentos turísticos

A falta de afixação da placa identificativa do alojamento local ou da classificação do empreendimento turístico e a oferta de serviços de AL por parte de estabelecimentos sem registo ou com registo desatualizado estão entre as principais infrações contraordenacionais detetadas.

Mercado de escritórios em Lisboa encerra 2019 com quebra de 6%

No último mês do ano, a ocupação de escritórios em Lisboa atingiu os 22.008 mil m2, num crescimento de 87% face ao mês anterior e de 44% em relação ao período homólogo, segundo o Office Flashpoint da consultora JLL.
Comentários