Escritórios aceleram crescimento da atividade imobiliária em agosto

Dados da consultora Jones Lang LaSalle revelam ainda uma forte atividade da ocupação de escritórios em Lisboa, com os mais de 13.450 m2 tomados a apresentarem um crescimento de 272%, face ao período homólogo de 2017.

A ocupação de escritórios no passado mês de agosto levou um crescimento anual em 40% da atividade imobilária em termos homólogos, segundo os dados revelados esta sexta-feira pela consultora Jones Lang LaSalle (JLL). Agosto registou novamente uma forte atividade da ocupação de escritórios em Lisboa, com os mais de 13.450 m2 tomados a apresentarem um crescimento de 272% face a igual mês de 2017.

Este desempenho mensal, ainda que cerca de 51% abaixo do volume recorde ocupado em julho (27.576 m2), fez acelerar ainda mais o crescimento anual do mercado, com uma ocupação acumulada entre janeiro e agosto (127.845 m2) a aumentar 40% face ao mesmo período do ano anterior.

Mariana Rosa, diretora de Office Agency & Corporate Solutions da JLL, refere que “a procura de escritórios está de tal forma dinâmica que, mesmo com as restrições impostas pela escassez de espaço, o mercado está a mostrar uma atividade robusta, com a recuperação de edifícios a dar uma importante resposta a esta procura e as empresas a procurarem alternativas às localizações empresariais mais consolidadas”.

Recomendadas

Governo desconhece quanto custam as medidas fiscais para o arrendamento, diz Helena Roseta

“A Assembleia da República não sabe a data dos contratos, se são de agora ou de há 10 anos, nem quanta receita se deixa de ter”, referiu a deputada Helena Roseta, durante uma conferência sobre o imobiliário em Portugal realizada esta quarta-feira.

Está a pensar vender a sua casa? Estes extras podem ajudar na valorização

Estar atento às últimas tendências do mercado imobiliário pode fazer a diferença na rapidez ou demora para encontrar um comprador para a sua habitação (até porque nem sempre o orçamento para realizar obras está disponível).

Governo avança com sociedades de investimento em imóveis este ano

A introdução dos fundos de investimento em imobiliário, que normalmente são cotados em bolsa, irá possibilitar um crescimento mais sustentável do mercado, segundo o ministro Pedro Siza Vieira.
Comentários