Escritórios aceleram crescimento da atividade imobiliária em agosto

Dados da consultora Jones Lang LaSalle revelam ainda uma forte atividade da ocupação de escritórios em Lisboa, com os mais de 13.450 m2 tomados a apresentarem um crescimento de 272%, face ao período homólogo de 2017.

A ocupação de escritórios no passado mês de agosto levou um crescimento anual em 40% da atividade imobilária em termos homólogos, segundo os dados revelados esta sexta-feira pela consultora Jones Lang LaSalle (JLL). Agosto registou novamente uma forte atividade da ocupação de escritórios em Lisboa, com os mais de 13.450 m2 tomados a apresentarem um crescimento de 272% face a igual mês de 2017.

Este desempenho mensal, ainda que cerca de 51% abaixo do volume recorde ocupado em julho (27.576 m2), fez acelerar ainda mais o crescimento anual do mercado, com uma ocupação acumulada entre janeiro e agosto (127.845 m2) a aumentar 40% face ao mesmo período do ano anterior.

Mariana Rosa, diretora de Office Agency & Corporate Solutions da JLL, refere que “a procura de escritórios está de tal forma dinâmica que, mesmo com as restrições impostas pela escassez de espaço, o mercado está a mostrar uma atividade robusta, com a recuperação de edifícios a dar uma importante resposta a esta procura e as empresas a procurarem alternativas às localizações empresariais mais consolidadas”.

Recomendadas

Iniciativa Liberal quer reduzir coeficiente fiscal para 35% no alojamento local

Projeto de lei pretende fazer a tributação desses rendimentos reverter à situação anterior a 2020. Liberais defendem que a medida ajudará a recuperar parte do turismo e terminará a “asfixia fiscal” dos proprietários de estabelecimentos em áreas de contenção.

Preço das casas em Portugal cresceu 5,8% nos últimos doze meses

A cidade onde é mais caro adquirir um imóvel também continua a ser Lisboa (4.773 euros por metro quadrado). Seguem-se as cidades do Porto (2.978 euros por metro quadrado) e Funchal (1.991 euros por metro quadrado). Portalegre e Guarda são as cidades mais baratas, com o preço do metro quadrado abaixo dos 700 euros, segundo uma análise do Idealista.

BCP vende terrenos com 60 mil metros quadrados em Miraflores (com áudio)

Dos lotes detidos pelo BCP no loteamento Parque dos Cisnes falta vender apenas um, que tem um potencial de “edificabilidade de 13.198 metros quadrados”.
Comentários