Espanhóis, ingleses e norte-americanos são os mais interessados nas casas de luxo em Portugal

O interesse internacional por imóveis de luxo em Portugal concentra-se na sua maioria em seis distritos, que acumulam 88,8% das visitas para procura de casas de luxo à venda no país.

Mansão moderna com acesso direto à praia em Almancil, Algarve

Ao longo dos anos o imobiliário português tem atraído o interesse de muitos estrangeiros, que olham para Portugal como um país ideal para passar longas temporadas. Segundo um estudo do portal Idealista, no topo das pesquisas por casas de luxo, avaliadas em mais de um milhão de euros, estão os espanhóis (11,7%), seguidos pelos ingleses (11,6%), norte-americanos (9,7%), franceses (9,5%) e alemães (8,9%).

O estudo revela que Lisboa é a zona preferida dos investidores estrangeiros, dado que 40% das pesquisas internacionais de propriedades de gama alta se concentra neste distrito. O interesse internacional por imóveis de luxo em Portugal concentra-se na sua maioria em seis distritos, que acumulam 88,8% das visitas para procura de casas de luxo à venda no país.

No ranking dos seis distritos com mais interesse para os compradores de alto perfil surge depois o distrito de Faro, com 28% das pesquisas de luxo realizadas por estrangeiros. As nacionalidades que mais procuram casas de luxo no Algarve são a inglesa (12,9%), holandesa (11,5%), francesa (10,5%), alemã e espanhola (10% em ambos os casos).

A terceira posição do diz respeito ao distrito de Setúbal, que contabiliza 8% das pesquisas. Os países que revelaram mais interesse neste distrito foram a Alemanha (15,1%), Espanha (14,1%), Reino Unido (11,7%), França (10,5%) e Estados Unidos (7,6%).

O distrito do Porto surge na quarta posição com 6% das pesquisas por casas luxo realizadas por estrangeiros. Os espanhóis foram os que mais interesse mostraram com 13,6% das visitas. Seguem-se os brasileiros (12,5%), franceses (11,9%), norte-americanos (11,2%) e ingleses (7,5%).

A Madeira aparece em quinto lugar, concentrando 4% das pesquisas de luxo que se realizam em Portugal por parte dos estrangeiros. Os ingleses (21,1%) e os alemães (20,9%) são os mais ativos na procura, seguidos pelos norte-americanos (5,4%), suíços (4,6%) e os franceses com 4,3% das pesquisas.

Por último, no sexto lugar do ranking, surge o distrito de Braga com 2% das pesquisas. A nacionalidade que mais revelou interesse por este distrito foi a francesa (25,7%), seguida pelos brasileiros (12,0%), suíços (10,5%), espanhóis (10,0%) e ingleses (8,3%).

Recomendadas

Arrendamento de quartos diminui 22% em setembro face a 2020

Em sentido contrário, Abrantes, Montijo e Viana do Castelo viram um disparo na procura por quartos face a 2020, tendo aumentado até 468%.

Avaliação das casas permaneceu nos 1.221 euros\m2 em agosto

O maior aumento face ao mês de julho registou-se na Região Autónoma da Madeira (3,2%), com a zona Centro a apresentar a descida mais acentuada (-0,8%).

Luís Tavares Bravo: “Evergrande? Tem que se colocar em perspetiva o que é o perigo de contágio na China e a nível global”

É o segundo maior grupo imobiliário na China em termos de vendas, num país em que este setor tem um peso de 18% no PIB. Com dívidas superiores a 300 mil milhões de euros, que efeitos na economia poderá ter a eventual queda da Evergrande? Luís Tavares Bravo, economista e diretor de investment advisory do Bison Bank, analisa as prováveis consequências desta queda nesta “Fast Talk” da JE TV.
Comentários