Estado não renova PPP do Hospital de Loures

O atual contrato da parceria público-privada termina dentro de dois anos e a decisão de não renovação do contrato de gestão foi comunicada dentro do prazo legal.

O Estado decidiu não renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde, anunciou este domingo a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT).

O atual contrato da PPP termina dentro de dois anos e a decisão de não renovação do contrato de gestão foi comunicada dentro do prazo legal.

A ARSLVT, enquanto “representante da Entidade Pública Contratante e responsável pelo acompanhamento do Contrato de Gestão, informou a SGHL – Sociedade Gestora do Hospital de Loures, S.A. (EGEST), da decisão de não renovação do contrato de gestão pelo prazo de 10 anos. Os passos subsequentes a esta decisão encontram-se em avaliação”, informa.

O Hospital Beatriz Ângelo é gerido em PPP desde a sua abertura, há oito anos. O atual contrato com a Luz Saúde termina a 18 de janeiro de 2022 e até dois anos antes o Ministério da Saúde tinha de informar a entidade gestora do que pretende fazer em relação à PPP.

Recomendadas

Fidelidade compra 1 milhão de euros em obrigações do BCP

Em causa estão três operações de aquisição, realizadas na quinta-feira, sendo que na primeira a Fidelidade comprou 400 mil euros em obrigações, na segunda 200 mil euros e na última outros 400 mil euros.

Fiverr: plataforma que liga empresas a ‘freelancers’ já fala português

A Fiverr registou um crescimento de 73% de visitantes portugueses no primeiro semestre de 2020.

ACT deteta indícios de 21 ‘falsos recibos verdes’ no serviço educativo de Serralves

Luísa Guimarães referiu que os trabalhadores foram separados em dois grupos (um com 10 trabalhadores que iniciaram funções entre 1999 e 2016 e outro com 11 trabalhadores que iniciaram funções a partir de 2017 e até março deste ano), e que “os prazos terminam em 02 de outubro num e em 05 de outubro no outro”.
Comentários