Estados Unidos da América: O maior vendedor de armas do mundo

Os Estados Unidos da América são o maior exportador de armamento do mundo, representando, sozinhos, um terço do mercado global.

Relacionadas

A nova corrida às armas: Como a Ásia e o Médio Oriente estão a acumular potencial bélico

Desde o final da “guerra fria” que não se vendia tanto armamento no mundo como agora. Muito por causa do processo de afirmação da China, que obrigou os países vizinhos a procurarem maior capacidade bélica, e da instabilidade crónica no Médio Oriente, mesmo com o petróleo em baixa. Os valores em crescendo do investimento em armas traduzem uma nova corrida ao armamento, que terá começado em 2001, com o atentado terrorista contra o World Trade Center, mas não mais parou.
Recomendadas

PremiumCP recebe jackpot: ‘Museu de velharias’ vai acabar de vez?

A grande dúvida manifestada pelos especialistas em ferrovia é se a promessa de compra dos novos 129 comboios para a CP será concretizada durante os próximos 10 anos. A situação da frota da empresa é insustentável, com um parque de comboios a cair de velhos, cheios de ‘remendos’ em cima de ‘remendos’.

PremiumRobert Wilson e Paul Milgrom: Os economistas que arrebataram o Nobel através de leilões

Desta vez, a Academia Real Sueca não pode ser criticada por privilegiar a teoria. Atribuiu o Nobel da Economia a dois americanos que estudam a forma de melhorar um processo que afeta a compra e venda de milhares de produtos e serviços à volta do mundo: os leilões.

PremiumPetcare: O melhor do mercado para o melhor amigo dos humanos

Os animais de estimação ganharam ainda mais espaço durante o confinamento a que a pandemia de Covid-19 obrigou, tornando-se companheiros de vida e de trabalho. Quer sejam cães, gatos, tartarugas ou periquitos, todos os animais ocupam uma parte do coração dos seus donos, que lhes querem oferecer o que o mercado tem de melhor.
Comentários