Estados Unidos quer apostar na via diplomática na resolução do conflito com o Irão

Os Estados Unidos tinham atirado responsabilidade ao Irão pelo ataque a dois tanques petroleiros no Golfo de Omã. O secretário de Estado, Mike Pompeo, disse que o país quer evitar a guerra, mas que vai recorrer a todas vias, entre as quais a diplomática, para resolver o assunto.

Os Estados Unidos querem recorrer a todos os meios disponíveis, entre os quais a via diplomática, e com isso evitar a guerra, com o Irão, depois do país ter atirado culpas ao Irão pelo ataque a dois tanques petroleiros no Golfo de Omã, durante esta semana, disse o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, em entrevista à Fox News, citado pela Reuters.

“O presidente Donald Trump, tem feito tudo para evitar a guerra. Não queremos guerra”, assegurou Mike Pompeo na mesma entrevista.

A solução, de acordo com o governante, passa por tomar todas as acções necessários, entre as quais a diplomática.

De referir que o Irão já tinha negado qualquer tipo de responsabilidade no ataque aos dois tanques petroleiros no Golfo de Omã.

Recomendadas

Ursula von der Leyen foi eleita pela margem mais estreita em 25 anos

É preciso recuar até ao momento em que Jacques Santer sucedeu ao “eterno” Jacques Delors para encontrar uma votação para a presidência da Comissão Europeia tão renhida. A até agora ministra da Defesa da Alemanha esteve longe de conseguir fazer o pleno entre as três maiores famílias políticas do Parlamento Europeu.

FMI aprova instrumento para apoiar Cabo Verde nas reformas

O novo Instrumento de Coordenação de Políticas do Fundo Monetário Internacional estará a funcionar entre julho de 2019 a janeiro de 2021.

Apoio socialista garante eleição de Ursula von der Leyen

Rejeição da candidata a presidente da Comissão Europeia entre os socialistas e os centristas não foi suficiente para impedir a eleição de Ursula von der Leyen.
Comentários