Estágios na NASA: candidaturas terminam hoje

Fundação para a Ciência e Tecnologia abriu candidaturas para Bolsas de Investigação na agência espacial norte-americana. Apoio pode chegar aos 1.700 euros.

A Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) abriu seis bolsas de estágio para a NASA, a agência espacial norte-americana. O concurso destina-se a alunos que estejam a frequentar mestrado ou doutoramento nas áreas das Ciências, Tecnologias, Engenharias e Matemática com vínculo comprovado à instituição de ensino. O subsídio mensal pode atingir os 1726,93 euros.

“O principal objetivo deste programa é proporcionar a estudantes portugueses, com comprovado currículo (habilitações) e trabalho académico com especial enfoque na área espacial, oriundos das áreas das Ciências, Tecnologias, Engenharias e Matemática, a oportunidade de realizarem estágios de curta duração na NASA, refere a nota de abertura do concurso.

Além da frequência de mestrado ou doutoramento, os candidatos têm de ter trabalho académico feito na área espacial e têm de ter uma média de conclusão de licenciatura ou mestrado entre os 16 e 20 valores (3 a 4 valores no sistema de classificação GPA, dos Estados Unidos).

Recomendadas

Mais de 29 mil sobre-endividados pediram ajuda à Deco em 2019

Mais de 29.000 sobre-endividados voltaram a pedir ajuda à Deco em 2019, tal como em 2018, sendo a principal causa de endividamento a deterioração das condições laborais, em vez do desemprego, segundo dados da associação.

Em Portugal a água da torneira está bem e recomenda-se

É certo que, algumas vezes, a água sai turva ou branca da torneira. Provavelmente, deve existir ar dissolvido na água, devido às oscilações de pressão nas tubagens e nos reservatórios. É um fenómeno pontual e não afeta a qualidade.

Não sabe quais as comissões que paga? Bancos passam a enviar relatório anual em janeiro

O extrato de comissões é um documento enviado pelo banco, em janeiro de cada ano, contendo “informação sobre todas as comissões cobradas no ano anterior pelos serviços associados à sua conta”, segundo o Banco de Portugal.
Comentários