Estas 20 empresas são responsáveis por emitir um terço de todo o dióxido de carbono e metano no mundo

As emissões foram calculadas pelo Instituto da Responsabilidade Climática dos Estados Unidos da América, entre 1965 e 2017, e 90% foram causadas pelo uso dos produtos do petróleo, como gasolina ou gás natural, e um décimo pela extracção, refinaria e distribuição.

Ao todo, 20 empresas são responsáveis por por 35% de todo o dióxido de carbono (CO2) e metano (ambos gases de efeito estufa) emitidos no mundo através do consumo de energia. Um valor combinado que ronda os 480 mil milhões de toneladas de equivalente em dióxido de carbono (CO2eq) emitidas desde 1965.

Os dados foram recolhidos pelo Instituto da Responsabilidade Climática dos Estados Unidos da América, e divulgados pelo The Guardian, esta quarta-feira.

A lista das empresas da área da energia mais poluidoras é encabeçada pela Saudi Aramco, petrolífera estatal da Arábia Saudita que, sozinha, produziu 59,26 mil milhões de toneladas de equivalente em dióxido de carbono durante o período em estudo — ou seja, 4,38% dos gases de efeito estufa emitidos entre 1965 e 2017.

Existem outros nomes conhecidos, como a Chevron, BP ou Shell, ou ainda as públicas Gazprom russa ou Petrobras brasileira. Confira a lista.

    1. Saudi Aramco (59.26 mil milhões de equivalente a dióxido de carbono)
    2. Chevron (43.35 mil milhões)
    3. Gazprom (43.23 mil milhões)​
    4. ExxonMobil (41.90 mil milhões)​​
    5. National Iranian Oil Co (35.66 mil milhões)​
    6. BP (34.02 mil milhões)​​
    7. Shell (31.95 mil milhões)
    8. Coal India (23.12 mil milhões)​
    9. Pemex (22.65 mil milhões)
    10. Petróleos de Venezuela (15.75 mil milhões)
    11. PetroChina (15.63 mil milhões)
    12. Peabody Energy (15.39 mil milhões)
    13. ConocoPhillips (15.23 mil milhões)
    14. Abu Dhabi National Oil Co (13.84 mil milhões)
    15. Kuwait Petroleum Corp (13.48 mil milhões)
    16. Iraq National Oil Co (12.60 mil milhões)
    17. Total SA (12.35 mil milhões)
    18. Sonatrach (12.30 mil milhões)
    19. BHP Billiton (9.80 mil milhões)
    20. Petrobras (8.68 mil milhões)

 

Recomendadas

EDP investiu 125 milhões de euros em políticas reduzidas em carbono em 2019

O CDP – Disclosure Insight Action revela que em 2019 as empresas europeias investiram cerca de 124 mil milhões de euros em medidas “verdes”. No entanto, o relatório estima que as empresas precisariam de duplicar a participação de baixo capital em carbono de 12% para 25% para ser consistente com a meta de descarbonização até 2050 da União Europeia.

Disney + chega à Europa a 24 de março com um desconto para subscrições de um ano

Para celebrar o lançamento oficial em território europeu, a Disney oferece um desconto de 10 euros, passando dos 69,99 euros, para os 59,99 euros.

WEBINAR: Uma conversa inadiável sobre Ecoliving. Coloque já as suas questões

No dia 2 de março estaremos em direto d’O Jornal Económico às 15h para uma conversa inadiável sobre Ecoliving. Este é um assunto que lhe suscita interesse mas tem algumas dúvidas? Não pode perder esta conversa!
Comentários