Estes são os telemóveis que emitem mais radiações. Tem algum deles?

O relatório conduzido pelo Departamento Federal Alemão para Proteção de Radiação recolheu os níveis de emissões dos telemóveis atualmente no mercado e apurou quais os emitem mais e menos radiações. No entanto, os estudos feitos até agora não são conclusivos sobre se a radiação provoca danos nos seres humanos.

Os smartphones da Xiaomi e a OnePlus são os telemóveis que mais emitem radiações, segundo aponta o relatório conduzido pelo Departamento Federal Alemão para Proteção de Radiação. Em contraste, os dispositivos da Samsung e o ZTE  foram apontados como um exemplo no que diz respeito a emissão de radiação.

Segundo os dados recolhidos pela entidade alemã, o Mi A1 da Xiaomi e o OnePlus 5T são os que mais emitem radiações, registando 1.75 w/kg e 1.68 w/kg, respetivamente. Em terceiro e quarto lugar aparecem novamente as duas marcas chinesas, com os modelos  Xiaomi Mi Max 3 e o OnePlus 6T, com registos de radiações de 1.58 w/kg e 1.55 w/kg pela mesma ordem.

Já na lista dos smartphones que menos radiações emitem, encontramos em primeiro lugar o Galaxy Note 8 da Samsung e o ZTE Axon Elite, com registos de 0.17 w/kg, os níveis mais baixos. O LG G7, o Samsung Galaxy A8 e o Samsung Galaxy S8+ também integram no índice, pela mesma ordem.

Recomendadas

Respostas Rápidas: É cliente da Caixa Geral de Depósitos? Saiba o que muda a partir de maio de 2019

Em 2019, os clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD) vão sentir alterações nas comissões. A partir do dia 1 de maio, o banco público vai alterar as comissões em quatro produtos ou serviços que disponibiliza aos seus clientes.

BdP: Portugueses contraíram 58 mil créditos ao consumo em dezembro

Só o número de contratos de crédito concedido por via de cartões de crédito e descoberto diminuiu, segundo os dados do Banco de Portugal.

GNR encontrou mais de 400 condutores em excesso de velocidade só na quarta-feira

A Guarda Nacional Republicana adianta que fiscalizou anteontem diversos peões e 3.487 condutores, tendo detetado, em 24 horas, 1.200 infrações em estradas nacionais, municipais e arruamentos no interior de localidades de todo o país.
Comentários