Estivadores dizem que objetivos da greve no porto de Setúbal foram alcançados

António Mariano sublinha que, após a paralisação das últimas 24 horas, o sindicato espera que a próxima reunião com as entidades empregadoras – provavelmente no próximo dia 12 de junho – venha a alcançar resultados.

O sindicato dos estivadores considera que os objetivos da greve no porto de Setúbal foram “plenamente” alcançados com a “paralisação total” dos trabalhos durante as últimas 24 horas, disse esta quarta-feira, 6 de junho, à Lusa, o dirigente António Mariano.

“Esta jornada de luta era para expor a precariedade extrema que se vive neste porto (Setúbal) e isso foi conseguido com a paragem de 24 horas. Todos os trabalhadores respeitaram a decisão e o porto esteve completamente parado. Foi o nosso principal objetivo e isso foi plenamente conseguido”, disse o dirigente do Sindicato dos Estivadores e da Atividade Logística.

A greve de dois dias convocada pelo Sindicato dos Estivadores pretendeu alertar para a situação de “extrema precariedade” que se vive no porto de Setúbal e para a necessidade de se concluírem as negociações do novo Contrato Coletivo de Trabalho (CCT) com as entidades patronais do porto de Setúbal, ANESUL, Associação dos Agentes de Navegação e Empresas Operadoras Portuárias, e AOP, Associação de Operadores Portuários, que começaram em abril do ano passado.

António Mariano sublinha que, após a paralisação das últimas 24 horas, o sindicato espera que a próxima reunião com as entidades empregadoras – provavelmente no próximo dia 12 de junho – venha a alcançar resultados.

“Esperemos que nas reuniões que já estão marcadas para continuar o processo de contrato coletivo seja possível chegar a resultados que também resolvam a questão da precariedade de uma vez por todas”, acrescentou António Mariano.

Segundo o dirigente sindical o porto de Setúbal “está neste momento a operar”.

Relacionadas

Adesão à greve dos estivadores do porto de Setúbal é de 100%

A greve de dois dias convocada pelo Sindicato dos Estivadores pretende alertar para a situação de “extrema precariedade” que se vive no porto de Setúbal e para a necessidade de se concluírem as negociações do novo Contrato Coletivo de Trabalho (CCT) com as entidades patronais

Administrações portuárias garantem que greve nos portos já foi desconvocada

“A atividade portuária decorre normalmente em todos os portos do país, não existindo qualquer paralisação no trabalho portuário”, assegura a APP.

Greve dos estivadores provocou atrasos no despacho dos navios e transferências

Trabalhadores protestam contra a “recusa” das entidades empregadoras em atualizar a tabela salarial congelada desde 2010.

Greves regressam em força aos portos portugueses

Há uma greve em curso por parte dos estivadores do porto de Lisboa ao trabalho em horas extraordinárias, até 2 de maio. Mas, para a próxima semana, estão já agendadas mais greves, desde os estivadores do porto de Setúbal até aos trabalhadores das administrações portuárias de todo o Continente.
Recomendadas

Presidente da República promulga diploma para travar práticas comerciais desleais

O governo pretende contribuir para um mercado concorrencial no setor do turismo, livre de práticas comerciais “que desequilibrem as relações económicas”.

Trabalhadores da Fundação Casa da Música em greve por “discriminações salariais” e “falsos contratos”

Os trabalhadores da Fundação Casa da Música filiados no sindicato Cena-STE realizam hoje um dia de greve pelo fim das condições precárias de trabalho. Na base das queixas estão as discriminações salariais, falsos contratos a termo e recibos verdes e ausência de carreiras, entre outras. Sindicato acusa administração de “inflexibilidade negocial”.

Goldman Sachs diz que novas restrições decorrentes da pandemia vão travar a subida da inflação

“Reduzimos a nossa projeção de crescimento anual [da zona euro] para 5,1% para 2021 (queda de 0,1 pp) e 4,3% para 2022 (queda de 0,1 pp), mas aumentamos a nossa projeção de 2023 para 2,5% (subida de 0,1 pp)”, estimam os economistas do banco norte-americano.
Comentários