Estivadores dizem que objetivos da greve no porto de Setúbal foram alcançados

António Mariano sublinha que, após a paralisação das últimas 24 horas, o sindicato espera que a próxima reunião com as entidades empregadoras – provavelmente no próximo dia 12 de junho – venha a alcançar resultados.

O sindicato dos estivadores considera que os objetivos da greve no porto de Setúbal foram “plenamente” alcançados com a “paralisação total” dos trabalhos durante as últimas 24 horas, disse esta quarta-feira, 6 de junho, à Lusa, o dirigente António Mariano.

“Esta jornada de luta era para expor a precariedade extrema que se vive neste porto (Setúbal) e isso foi conseguido com a paragem de 24 horas. Todos os trabalhadores respeitaram a decisão e o porto esteve completamente parado. Foi o nosso principal objetivo e isso foi plenamente conseguido”, disse o dirigente do Sindicato dos Estivadores e da Atividade Logística.

A greve de dois dias convocada pelo Sindicato dos Estivadores pretendeu alertar para a situação de “extrema precariedade” que se vive no porto de Setúbal e para a necessidade de se concluírem as negociações do novo Contrato Coletivo de Trabalho (CCT) com as entidades patronais do porto de Setúbal, ANESUL, Associação dos Agentes de Navegação e Empresas Operadoras Portuárias, e AOP, Associação de Operadores Portuários, que começaram em abril do ano passado.

António Mariano sublinha que, após a paralisação das últimas 24 horas, o sindicato espera que a próxima reunião com as entidades empregadoras – provavelmente no próximo dia 12 de junho – venha a alcançar resultados.

“Esperemos que nas reuniões que já estão marcadas para continuar o processo de contrato coletivo seja possível chegar a resultados que também resolvam a questão da precariedade de uma vez por todas”, acrescentou António Mariano.

Segundo o dirigente sindical o porto de Setúbal “está neste momento a operar”.

Ler mais
Relacionadas

Adesão à greve dos estivadores do porto de Setúbal é de 100%

A greve de dois dias convocada pelo Sindicato dos Estivadores pretende alertar para a situação de “extrema precariedade” que se vive no porto de Setúbal e para a necessidade de se concluírem as negociações do novo Contrato Coletivo de Trabalho (CCT) com as entidades patronais

Administrações portuárias garantem que greve nos portos já foi desconvocada

“A atividade portuária decorre normalmente em todos os portos do país, não existindo qualquer paralisação no trabalho portuário”, assegura a APP.

Greve dos estivadores provocou atrasos no despacho dos navios e transferências

Trabalhadores protestam contra a “recusa” das entidades empregadoras em atualizar a tabela salarial congelada desde 2010.

Greves regressam em força aos portos portugueses

Há uma greve em curso por parte dos estivadores do porto de Lisboa ao trabalho em horas extraordinárias, até 2 de maio. Mas, para a próxima semana, estão já agendadas mais greves, desde os estivadores do porto de Setúbal até aos trabalhadores das administrações portuárias de todo o Continente.
Recomendadas

Montalegre faz sessões de esclarecimento de combate à vespa velutina

A Câmara de Montalegre, através do Gabinete Técnico Florestal (GTF), promove três sessões de esclarecimento que visam combater a denominada Vespa Velutina, mais conhecida por “vespa asiática”. As sessões estão abertas a toda a comunidade. As acções, coordenadas pelo técnico José Luís Tavares, decorrem em Fafião (26 de Agosto, no Ecomuseu de Barroso – Vezeira […]

Vieira da Silva aguarda com tranquilidade pedidos de fiscalização da lei laboral

O ministro do Trabalho e da Segurança Social afirmou esta quarta-feira que vai aguardar com tranquilidade os eventuais pedidos de fiscalização da constitucionalidade das alterações à lei laboral, nomeadamente do alargamento do período experimental de 90 para 180 dias. O diploma que altera o Código do Trabalho foi promulgado na segunda-feira pelo Presidente da República […]

Ministério da Agricultura lança plano de recuperação florestal para Mação, Sertã e Vila de Rei

O Governo criou já o Grupo de Trabalho que vai elaborar o Plano Integrado de Transformação Territorial para os concelhos de Mação, Sertã e Vila de Rei, recentemente afectadas por grandes incêndios. O objectivo deste plano é recuperar a área ardida e activar a gestão agroflorestal. Trata-se de uma iniciativa conjunta dos Gabinetes dos Ministros […]
Comentários