Estudo propõe ADSE para todos os portugueses

O estudo do Instituto para as Políticas Públicas e Sociais, do ISCTE, considerara que o SNS tem essencialmente cinco problemas, entre os quais a impossibilidade de aceder a médico de família no próprio dia e falhas na saúde oral e mental em classes mais desfavorecidas.

O primeiro relatório sobre políticas públicas realizado por investigadores do ISCTE, no âmbito de um debate sobre o estado da nação, propõe “menos reformas, melhores políticas” e recusa um “Big Bang de políticas”

O documento do Instituto para as Políticas Públicas e Sociais, cujas conclusões foram divulgadas na edição desta terça-feira do jornal “Público”, sugere, entre outras medidas o alargamento da ADSE a todos os cidadãos.

“Uma possibilidade é um seguro universal obrigatório que afetar o orçamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS) exclusivamente à sua atividade, organizar o financiamento público da prestação privada, evitando a concorrência e a falta de transparência”, aponta o professor Tiago Correia, em declarações ao diário.

Em causa está o facto de os académicos considerarem que o SNS tem essencialemente cinco problemas, entre os quais a impossibilidade de aceder a médico de família no próprio dia e falhas na saúde oral e mental em classes mais desfavorecidas.

O estudo, organizado por setores de atividade, passará a ser apresentado anualmente, na véspera do debate do estado da nação no parlamento.

Recomendadas

Jamila Madeira e António Sales são os novos secretários de Estado da Saúde

Os nomes escolhidos por António Costa, apresentados esta manhã ao Presidente da República, nunca desempenharam funções governativas.

Conselho Disciplinar da Ordem aprecia na terça-feira cinco processos contra médico de Setúbal

O presidente do Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos, Carlos Pereira Alves, revelou este sábado que o órgão a que preside vai apreciar, na terça-feira, dia 22 de outubro, os cinco processos pendentes de queixas sobre o médico de Setúbal Artur Carvalho.

Mais de 1.070 médicos foram alvo de processos disciplinares em 2018

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados hoje divulgados.
Comentários