Ex-procurador arguido na Operacão Fizz emprestou dinheiro ao juiz Carlos Alexandre

O jornal Público noticia que o procurador suspeito de corrupção na Operação Fizz, Orlando Figueira, emprestou dez mil euros ao juiz Carlos Alexandre, de quem é amigo há vários anos.

O Público avança que Orlando Figueira emprestou 10 mil euros ao juiz Carlos Alexandre em 2015, para a construção de um imóvel em Mação. Sem citar uma fonte, o diário acrescenta que o empréstimo foi devolvido há quase um ano.

O jornal adianta que Figueira, que foi recentemente indiciado por corrupção, branqueamento de capitais, violação de segredo de justiça e falsificação de documentos no contexto da Operação Fizz, e o juiz Carlos Alexandre, que lidera casos mediáticos como a Operação Furacão e a Operação Marquês,  são amigos há vários anos.

Segundo o Público, as magistradas da Operação Fizz terão chamado Carlos Alexandre há pouco mais de um mês a depor sobre a alegada transferência de dez mil euros para a conta de Orlando Figueira, numa altura em que o mesmo já tinha sido constituído arguido.

Recomendadas

Joe Berardo pondera chamar Vítor Constâncio como testemunha contra banca

O empresário e coleccionador de arte português José Berardo está a estudar a hipótese de chamar o antigo governador do Banco de Portugal (BdP) Vítor Constâncio como testemunha num processo movido pelos bancos, revela o “Público” esta segunda-feira. Em causa está o processo judicial para recuperar 962 milhões de euros. A informação foi transmitida ao […]

Relação agrava pena de subcomissário que agrediu adeptos do Benfica em Guimarães

O Tribunal da Relação de Guimarães agravou para três anos e meio a pena de prisão, suspensa na sua execução, de um subcomissário da PSP por agressão a dois adeptos do Benfica naquela cidade, em maio de 2015.

Ministério Público abre inquérito a circunstâncias da morte de Ruben de Carvalho

O Ministério Público abriu um inquérito para apurar eventual negligência hospitalar no internamento do histórico dirigente do PCP Ruben de Carvalho, que morreu na terça-feira em Lisboa com 74 anos, confirmou à Lusa a Procuradoria-Geral da República.
Comentários