PremiumExpansão do Metro do Porto arrisca tribunal

Consórcios preteridos vão impugnar decisão se as obras forem adjudicadas à Ferrovial

A decisão dos júris da Metro do Porto de atribuir aos consórcios liderados pela construtora espanhola Ferrovial o primeiro lugar nos concursos públicos para as empreitadas dos dois lotes de obras públicas para o projeto de expansão da rede deste transporte público estão a gerar grande contestação por parte dos outros concorrentes e deverão ter como desfecho ações judiciais de impugnação caso essa classificação seja definitivamente ratificada em adjudicação formal, conforme o Jornal Económico apurou junto de diversas fontes ligadas ao processo.

A 25 de junho, a Metro do Porto anunciou que as propostas da Ferrovial/ACA para as obras de expansão das linhas rosa e amarela deste sistema de transportes foram classificadas em primeiro lugar, por um valor global de 288 milhões de euros.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

5G. Governo determina redução de 80% nas taxas de utilização das frequências em leilão

Está assim confirmada a promessa feita pelo Governo aquando da definição e anúncio da estratégia nacional para o 5G, em fevereiro. Executivo aplica ainda desconto de 10% para quem levar banda larga móvel às escolas públicas e à linha ferroviária do Norte.

Media Capital. ERC acena com possível suspensão dos direitos de voto dos novos acionistas

A empresa Pluris, de Mário Ferreira, comprou 30% da Media Capital à Vertix, da espanhola Prisa, e poderá ficar com os direitos de voto suspensos. Suspensão também se aplica aos outros acionistas qualificados.

Precisa de ajuda em casa? Há mais de 4 mil ‘taskers’ qualificados à distância de um clique

A empresa TaskRabbit, com sede nos Estados Unidos, lançou-se no mercado português, onde disponibiliza uma rede com prestadores de serviços que vão desde limpezas, entregas ou carregamento e montagem móveis.
Comentários