EY lança 8ª edição do prémio EY ‘Entrepreneur of the Year’

Os candidatos deverão apresentar casos de empreendedorismo de sucesso, ilustrados através de boas práticas de inovação e de capacidade de gestão. O vencedor desta 8ª edição irá representar Portugal no EY World – Entrepreneur Of The Year, em junho de 2020.

A EY Portugal anunciou esta segunda-feira, 1 de dezembro o lançamento da 8ª edição do EY ‘Entrepreneur of the Year’ (EoY), uma iniciativa que celebra os empreendedores que superam todos os obstáculos para concretizar a sua visão de negócio, criar valor e mudar o mundo.

O vencedor desta 8ª edição irá representar Portugal no EY World – Entrepreneur Of The Year, em junho de 2020, disputando o galardão de melhor empreendedor global com os vencedores das edições realizadas em mais de 60 países.

A última edição do EoY em Portugal contou com finalistas como Manuel Rui Nabeiro e Rui Miguel Nabeiro (Delta Cafés), Luís Moura e Silva (Wit Software), Nuno Sebastião (Feedzai), João Miranda (Frulact), Luís Miguel Sousa (Grupo Sousa), Mário Ferreira(Grupo Mystic Invest) e António Rios Amorim (Corticeira Amorim), que se sagrou o vencedor.

As candidaturas podem ser submetidas com o máximo de três elementos, que mantenham uma participação ativa na gestão da empresa e com um capital social de, pelo menos, 10% cada. A organização tem de estar estabelecida em Portugal há, pelo menos, três anos; apresentar um volume anual de negócios superior a 2,5 milhões de euros, bem como um capital maioritariamente nacional; e possuir um mínimo de 10 colaboradores.

As candidaturas são totalmente gratuitas, estarão abertas até dia 31 de dezembro e podem ser efetuadas aqui. Em fevereiro de 2020 serão anunciados os finalistas, e em março, será conhecido o vencedor nacional que irá representar o país na  final mundial do EY World Entrepreneur of the Year, realizada no Mónaco, em junho do próximo ano.

João Alves, Country Managing Partner da EY Portugal, afirma que “ao organizarmos mais uma edição do EoY estamos a renovar o nosso compromisso com o empreendedorismo, reconhecendo o papel essencial dos empreendedores na nossa economia e procurando que o seu legado sirva de inspiração às novas gerações”.

Ler mais
Recomendadas

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

“Confrontados com o grave ataque público à integridade profissional da jornalista Maria Flor Pedroso, os jornalistas abaixo-assinados não podem deixar de tomar posição em sua defesa”, referem os 55 jornalistas que subscrevem o documento.

PremiumO Estado angolano, a empresa americana e o gestor português

A Aenergy, detida por um português, teve vários contratos cancelados pelo Executivo angolano por alegadas irregularidades. Oempresário diz que sempre cumpriu a lei e já recorreu das decisões.

Equipa da RTP retida e questionada na fronteira no regresso de Hong Kong

O caso levou a Associação de Imprensa em Português e Inglês de Macau (AIPIM) a apelar às autoridades de Macau para que “o livre exercício da profissão esteja assegurado na plenitude”.
Comentários