Farfetch escolhe mais sete startups para acelerar e uma delas é portuguesa

O programa de empreendedorismo da tecnológica contará, na terceira edição, com a BECOCO, Brandpoint Analytics, Change of Paradigm, Inline Digital, Mirow, Personify XP e a Springkode.

Farfetch

A empresa de e-commerce Farfetch anunciou esta quinta-feira os nomes das sete startups que irão integrar o seu programa de aceleração, o Dream Assembly. A terceira edição contará com uma portuguesa, a Springkode, que desenvolveu um ‘marketplace’ de coleções cápsula, feitas por reconhecidos produtores têxteis com tecidos que, de outra forma, seriam desperdiçados.

BECOCO, Brandpoint Analytics, Change of Paradigm, Inline Digital, Mirow e Personify XP foram as restantes seis selecionadas para fazer parte do novo programa, por estarem “focadas em mudar o futuro da moda e do retalho”, segundo a empresa liderada pelo português José Neves.

O Dream Assembly, que volta a ter a Burberry como parceira, apoiou até ao momento 19 startups em todo o mundo desde que foi criado, em abril de 2018. “A mentoria e a visão da Burberry em cada programa tem sido de um valor inestimável, e estamos ansiosos por receber este novo grupo de empresas. Temos visto passar pela Dream Assembly startups incríveis e tem sido fantástico poder apoiar a próxima geração de empresas tecnológicas dedicadas a moldar o futuro do e-commerce”, diz Stephanie Phair, Chief Customer Officer da Farfetch.

O novo “G7” da Farfetch fará, ao longo de sete semanas, uma série de workshops, sessões individuais com dirigentes da empresa e de outras organizações parceiras, e reuniões de mentoria sobre comércio eletrónico, marketing, tecnologia, moda, logística e operações, que arrancam ainda em outubro. Mais tarde, terão oportunidade de apresentar, em Londres, as suas iniciativas a um grupo exclusivo e previamente selecionado de investidores externos.

Na primeira edição, o Dream Assembly acolheu 11 startups de base tecnológica, oriundas de nove países, enquanto na segunda (ligada à sustentabilidade) recebeu oito, desta vez, em estágio inicial, com projetos com benefícios sociais ou ambientais (doação de bens, revenda, aluguer e manufatura) mas com fins lucrativos.

José Neves: “A plataforma vai transacionar dois mil milhões de dólares”

Ler mais
Relacionadas

Farfetch regista mais um dia de quedas e ações já perderam metade do valor do IPO

Prejuízos do segundo trimestre deste ano estão a refletir-se negativamente nas ações da plataforma luso-britânica. Títulos sofreram queda de 44,49% para um valor por ação de 10,13 dólares.

Farfetch com prejuízos de 89,6 milhões no segundo trimestre

O segundo trimestre do ano não foi diferente do primeiro. Os prejuízos dispararam em relação ao mesmo período do ano anterior.

Farfetch: futuro risonho ou sombrio para o unicórnio português?

A Farfetch é a empresa tecnológica líder: não tem concorrentes diretos, investe na inovação da sua plataforma e está constantemente a aumentar a sua reputação e confiança no mundo das marcas de luxo.
Recomendadas

Carlyle avalia venda de posição na portuguesa Logoplaste

De acordo com a agência, o grupo já contactou o Barclays Plc e o Goldman Sachs para se aconselhar sobre o negócio.

Novo Banco: GamaLife, antiga GNB Vida, recusa “qualquer relação” com Lindberg

Previamente conhecida como GNB Vida, a GamaLife garante não ter qualquer relação com Lindberg e adianta ainda que “o envolvimento da Apax Partners na aquisição da GamaLife só começou após os problemas amplamente divulgados do Sr. Lindberg, quando já era bastante evidente que ele não seria capaz de completar esta transação“.

Toshiba retira-se oficialmente do negócio dos portáteis

A Toshiba já tinha vendido 80,1% do seu negócio de PCs à Sharp, ficando com uma participação na nova marca criada, a Dynabook, mas agora entregou o resto das ações da empresa.
Comentários