Farfetch escolhe mais sete startups para acelerar e uma delas é portuguesa

O programa de empreendedorismo da tecnológica contará, na terceira edição, com a BECOCO, Brandpoint Analytics, Change of Paradigm, Inline Digital, Mirow, Personify XP e a Springkode.

Farfetch

A empresa de e-commerce Farfech anunciou esta quinta-feira os nomes das sete startups que irão integrar o seu programa de aceleração, o Dream Assembly. A terceira edição contará com uma portuguesa, a Springkode, que desenvolveu um ‘marketplace’ de coleções cápsula, feitas por reconhecidos produtores têxteis com tecidos que, de outra forma, seriam desperdiçados.

BECOCO, Brandpoint Analytics, Change of Paradigm, Inline Digital, Mirow e Personify XP foram as restantes seis selecionadas para fazer parte do novo programa, por estarem “focadas em mudar o futuro da moda e do retalho”, segundo a empresa liderada pelo português José Neves.

O Dream Assembly, que volta a ter a Burberry como parceira, apoiou até ao momento 19 startups em todo o mundo desde que foi criado, em abril de 2018. “A mentoria e a visão da Burberry em cada programa tem sido de um valor inestimável, e estamos ansiosos por receber este novo grupo de empresas. Temos visto passar pela Dream Assembly startups incríveis e tem sido fantástico poder apoiar a próxima geração de empresas tecnológicas dedicadas a moldar o futuro do e-commerce”, diz Stephanie Phair, Chief Customer Officer da Farfetch.

O novo “G7” da Farfetch fará, ao longo de sete semanas, uma série de workshops, sessões individuais com dirigentes da empresa e de outras organizações parceiras, e reuniões de mentoria sobre comércio eletrónico, marketing, tecnologia, moda, logística e operações, que arrancam ainda em outubro. Mais tarde, terão oportunidade de apresentar, em Londres, as suas iniciativas a um grupo exclusivo e previamente selecionado de investidores externos.

Na primeira edição, o Dream Assembly acolheu 11 startups de base tecnológica, oriundas de nove países, enquanto na segunda (ligada à sustentabilidade) recebeu oito, desta vez, em estágio inicial, com projetos com benefícios sociais ou ambientais (doação de bens, revenda, aluguer e manufatura) mas com fins lucrativos.

José Neves: “A plataforma vai transacionar dois mil milhões de dólares”

Ler mais
Relacionadas

Farfetch regista mais um dia de quedas e ações já perderam metade do valor do IPO

Prejuízos do segundo trimestre deste ano estão a refletir-se negativamente nas ações da plataforma luso-britânica. Títulos sofreram queda de 44,49% para um valor por ação de 10,13 dólares.

Farfetch com prejuízos de 89,6 milhões no segundo trimestre

O segundo trimestre do ano não foi diferente do primeiro. Os prejuízos dispararam em relação ao mesmo período do ano anterior.

Farfetch: futuro risonho ou sombrio para o unicórnio português?

A Farfetch é a empresa tecnológica líder: não tem concorrentes diretos, investe na inovação da sua plataforma e está constantemente a aumentar a sua reputação e confiança no mundo das marcas de luxo.
Recomendadas

Porto de Lisboa já fornece navios com combustível mais amigo do ambiente

As novas regras da IMO – International Maritime Organization exigem que o novo combustível marítimo tenham um máximo de apenas 0,5% de enxofre.

José de Mello coloca 50 milhões de obrigações a 3,875% ao ano

Com esta operação, na qual o Banco Invest, e o Haitong Bank, S.A. atuam como Joint Lead Managers e Bookrunners e o Banco BIC Português, atua como Co-Lead Manager, a José de Mello Saúde, prossegue a sua estratégia financeira com foco na redução de risco de refinanciamento, tirando partido das condições atuais de mercado para alargar a maturidade média da sua dívida.

Kylie Jenner vende 51% do seu império de cosmética por 543 milhões de euros

“Juntas, Coty e Kylie, irão definir e liderar a direção estratégica da parceria, com foco na expansão global e entrada em novas categorias de beleza”, lê-se no comunicado conjunto das duas empresas.
Comentários