Farfetch vai abrir um novo pólo tecnológico em Braga

Luís Teixeira, Diretor-Geral da Farfetch em Portugal, diz que a aposta vai de encontro à estratégia de crescimento da equipa em Portugal e indica que o novo pólo de tecnologia vai ter capacidade para cerca de 150 pessoas.

Cristina Bernardo

Braga foi a cidade escolhida pela empresa portuguesa de moda de luxo Farfetch para receber o seu novo escritório no país. Luís Teixeira, Diretor-Geral da Farfetch em Portugal, diz que a aposta vai de encontro à estratégia de crescimento da equipa em Portugal e indica que o novo pólo de tecnologia vai ter capacidade para cerca de 150 pessoas.

“Braga é considerada uma das cidades mais jovens do país, dinâmica e inovadora, e reúne as condições certas para receber um novo pólo de tecnologia da Farfetch. Este novo escritório é também sinónimo da continuação da nossa aposta em Portugal e da importância do país no desenvolvimento da nossa operação”, afirma Luís Teixeira, Diretor-Geral da Farfetch em Portugal.

Este será o quarto escritório da empresa em Portugal, depois de Guimarães, Porto e Lisboa terem sido também escolhidos para receber escritórios da empresa de moda de luxo. Luís Teixeira acredita que a cidade é uma aposta -chave para a empresa e vai funcionar como uma incubadora de talento, nas áreas de engenharia e ciências.

“Este novo hub permitirá um crescimento das equipas, essencialmente na área de tecnologia, trabalhando em rede e ligação direta com equipas de engenharia e produto, localizadas em vários escritórios em Portugal e no mundo, desde Londres até à China”, explica Cipriano Sousa, Chief Technology Officer da Farfetch. “Com este novo espaço estamos a posicionar a Farfetch numa cidade que, acreditamos, tem muito potencial do ponto de vista de expertise em diferentes áreas”, acrescenta.

Recomendadas

Carlos Tavares diz que Concorrência e Bruxelas analisaram as propostas do Governo sem olhar para mercado ibérico de eletricidade

“Qualquer análise de concorrência tinha de ser feito no âmbito do mercado ibérico, o que foi totalmente esquecido no parecer da Autoridade da Concorrência que se baseava apenas no funcionamento do mercado fechado”, disse o ex-ministro que diz que “se há coisa que se arrepende é de ter sido Ministro da Economia”.

Serviço público dá prejuízo às farmácias, conclui estudo da ANF

Associação Nacional de Farmácias salienta as conclusões do estudo “Sustentabilidade da Dispensa de Medicamentos em Portugal”, realizado pela Universidade de Aveiro em colaboração com a sociedade de revisores oficiais de contas Oliveira, Reis & Associados.

Vai ser afetado pela greve da Ryanair esta sexta-feira? Conheça os seus direitos

Paralisação vai afetar cerca de 190 voos em toda a Europa e aproximadamente 30 mil passageiros e pode custar à Ryanair cerca de 8,4 milhões de euros em compensações. Se tem bilhete para voar com a companhia ‘low cost’, saiba como se defender.
Comentários