Farmácias venderam 9,7 milhões de máscaras em duas semanas

Depois da escassez de máscaras para vender no final de março, as farmácias em Portugal aceleraram em abril o ritmo de vendas de máscaras. Só numa semana foram vendidas 5,3 milhões de máscaras.

As farmácias portuguesas venderam 9,7 milhões de máscaras no espaço de duas semanas durante o mês de abril, segundo a Associação Nacional de Farmácias (ANF).

Na semana de 13 a 19 de abril, foram vendidas 4,4 milhões de máscaras, enquanto que na semana de 20 a 26 de abril foram vendidas 5,3 milhões de máscaras, de acordo com os dados da HMR,  multinacional portuguesa especialista em estudos de mercado de produtos farmacêuticos.

Segundo a ANF, as farmácias “só dispensam à população máscaras certificadas”, garantindo que os “farmacêuticos e as suas equipas estão preparados para esclarecer quaisquer dúvidas sobre as especificações técnicas e o uso correto das máscaras e outros equipamentos”.

“Como maior rede de saúde pública, temos a especial responsabilidade de garantir que todos os portugueses têm acesso a materiais de proteção adequados, em condições de igualdade, em qualquer ponto do território”, disse em comunicado Paulo Cleto Duarte, presidente da ANF.

Este aumento nas vendas aconteceu depois de a rede de farmácias também ter sofrido com a escassez de equipamentos de proteção.

“Na última semana de Março, só conseguiu dispensar 278 mil máscaras, número pouco acima do normal antes da epidemia de Covid-19”, segundo a ANF, isto antes do ritmo de vendas ter acelerado ao longo do mês de abril.

Em relação à prática de preços especulativos nas máscaras e outros produtos de proteção contra a Covid-19, a ANF diz que recomendou a 24 de março às suas 2.750 farmácias associadas a aplicação da “margem de comercialização definida por lei para os medicamentos comparticipados, ou ainda mais baixa”.

A ANF explica que já “denunciou à ASAE centenas de propostas comerciais especulativas, apresentadas às farmácias por empresas de ocasião, e pediu por carta a intervenção do primeiro-ministro. No dia 17 de Abril, o Governo regulamentou a margem de lucro para todos os operadores económicos”.

Ler mais
Recomendadas

Propostas dos operadores superam os 194 milhões de euros no quinto dia da licitação principal do leilão do 5G

Em leilão estão faixas dos dos 700 MHz, 900 MHz, 2,1 GHz, 2,6 GHz e 3,6 GHz. No conjunto dos mais de 50 lotes em concurso, o preço base total é de 195,9 milhões. Esta quarta-feira, sete lotes viram o seu preço base aumentar.

Sindicatos da TAP foram avisados de que BE ia propor auditoria à gestão de Neeleman

A auditoria proposta pelo Bloco de Esquerda não será viabilizada no Parlamento. O projeto de resolução entregue pelo BE a recomendar ao Governo uma auditoria à gestão privada da TAP, não chegará a qualquer conclusão no sentido de saber quais são as efetivas responsabilidades do empresário David Neeleman na gestão da TAP e na situação financeira em que a companhia aérea se encontra.

AHRESP defende revogação da medida que proíbe venda de bebidas em ‘take-away’

A associação refere que a medida “apenas vai prejudicar a já difícil situação dos estabelecimentos”. A AHRESP acrescenta que “o que se quer prevenir é o consumo de produtos à porta do estabelecimento ou nas suas imediações, e não a venda”.
Comentários