Farmácias venderam 9,7 milhões de máscaras em duas semanas

Depois da escassez de máscaras para vender no final de março, as farmácias em Portugal aceleraram em abril o ritmo de vendas de máscaras. Só numa semana foram vendidas 5,3 milhões de máscaras.

As farmácias portuguesas venderam 9,7 milhões de máscaras no espaço de duas semanas durante o mês de abril, segundo a Associação Nacional de Farmácias (ANF).

Na semana de 13 a 19 de abril, foram vendidas 4,4 milhões de máscaras, enquanto que na semana de 20 a 26 de abril foram vendidas 5,3 milhões de máscaras, de acordo com os dados da HMR,  multinacional portuguesa especialista em estudos de mercado de produtos farmacêuticos.

Segundo a ANF, as farmácias “só dispensam à população máscaras certificadas”, garantindo que os “farmacêuticos e as suas equipas estão preparados para esclarecer quaisquer dúvidas sobre as especificações técnicas e o uso correto das máscaras e outros equipamentos”.

“Como maior rede de saúde pública, temos a especial responsabilidade de garantir que todos os portugueses têm acesso a materiais de proteção adequados, em condições de igualdade, em qualquer ponto do território”, disse em comunicado Paulo Cleto Duarte, presidente da ANF.

Este aumento nas vendas aconteceu depois de a rede de farmácias também ter sofrido com a escassez de equipamentos de proteção.

“Na última semana de Março, só conseguiu dispensar 278 mil máscaras, número pouco acima do normal antes da epidemia de Covid-19”, segundo a ANF, isto antes do ritmo de vendas ter acelerado ao longo do mês de abril.

Em relação à prática de preços especulativos nas máscaras e outros produtos de proteção contra a Covid-19, a ANF diz que recomendou a 24 de março às suas 2.750 farmácias associadas a aplicação da “margem de comercialização definida por lei para os medicamentos comparticipados, ou ainda mais baixa”.

A ANF explica que já “denunciou à ASAE centenas de propostas comerciais especulativas, apresentadas às farmácias por empresas de ocasião, e pediu por carta a intervenção do primeiro-ministro. No dia 17 de Abril, o Governo regulamentou a margem de lucro para todos os operadores económicos”.

Recomendadas

Família Queiroz Pereira conseguiu comprar 10,054% da Semapa com operações de mercado

Com a OPA e compras em bolsa, a Sodim passou a deter 83,221% do capital social da Semapa. Fica assim adiado o projeto de retirar a Semapa de bolsa.

Ministro pede a todos recato e sensibilidade para a atual situação da TAP

“A situação é crítica e complexa, é demasiado difícil de gerir e era importante que todos nas suas funções tivessem o recato e a sensibilidade para a situação que muitos estão a viver”, afirmou Pedro Nuno Santos.

“Maquiavel para Principiantes”. “TAP? Este diretor de recursos humanos tem que ser demitido de imediato”

A TAP esteve no foco do especialista em comunicação Rui Calafate no décimo primeiro episódio do podcast do “Jornal Económico” “Maquiavel para Principiantes”, que estará disponível esta quarta-feira em plataformas como o Spotify e Apple Podcasts.
Comentários