FCT apoia com 74,9 milhões de euros 551 novos projetos científicos e tecnológicos

Os projetos, que serão financiados por fundos da FCT, foram selecionados no âmbito do concurso cujo prazo para apresentação de candidaturas decorreu entre 28 de janeiro e 10 de março. Os resultados podem ainda ser contestados pelos candidatos.

A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) anunciou hoje que selecionou 551 novos projetos de investigação científica e desenvolvimento tecnológico que serão financiados com um total de 74,9 milhões de euros.

Os projetos, que serão financiados por fundos da FCT, foram selecionados no âmbito do concurso cujo prazo para apresentação de candidaturas decorreu entre 28 de janeiro e 10 de março. Os resultados podem ainda ser contestados pelos candidatos.

Numa nota publicada no seu portal, a FCT adianta que os novos 551 projetos juntam-se aos 2.274 em curso e igualmente subsidiados pela instituição.

Serão apoiadas duas categorias de projetos: 246 projetos com uma duração máxima de três anos e financiamento máximo por cada de 250 mil euros e 305 projetos ditos exploratórios com uma duração de ano e meio e financiamento máximo por cada de 50 mil euros.

Das 4.870 candidaturas admitidas para avaliação, 3.371 obtiveram “a classificação mínima que lhes permitiu ser elegíveis para financiamento”.

Os cientistas que lideram os projetos são na sua maioria mulheres (55,2%) e há uma fatia de estrangeiros (12,2%) que está à frente de 67 projetos selecionados.

Na avaliação das candidaturas, que teve a participação de 577 peritos estrangeiros, foi tido em conta “o mérito científico e caráter inovador do projeto, o mérito científico da equipa de investigação, a exequibilidade do programa de trabalhos e o contributo para a acumulação de conhecimentos e competências”.

O concurso para financiamento de projetos de investigação científica e desenvolvimento tecnológico em todas as áreas científicas tem uma periodicidade anual.

A FCT é a principal entidade, na dependência do Governo, que subsidia a investigação científica em Portugal.

Recomendadas

Glovo vai entregar roupa da C&A na casas dos portugueses em 30 minutos

A startup startup pretende que quem abra a ‘app’ encontre tudo aquilo de que precisa, seja tecnologia, perfumaria, produtos de beleza, presentes, itens de papelaria ou casacos, uma das 500 referências da C&A que a empresa de entregas e comércio rápido irá disponibilizar.

Investigadores portugueses utilizam resíduos florestais para fazer biocombustíveis

Com a sustentabilidade cada vez mais na ordem do dia, cientistas do Centro de Engenharia Biológica da Universidade do Minho procuraram soluções para aproveitar toneladas de resíduos que diariamente aumentam a poluição ambiental.

Google prepara-se para comprar edifício em Nova Iorque por 2,1 mil milhões

A aquisição é a mais cara para qualquer prédio comercial nos Estados Unidos desde o início da pandemia, segundo os dados da Real Capital Analytics.
Comentários