Fed classifica Deutsche Bank como banco “problemático”

As ações do banco alemão afundaram mais de 7%, para o valor de fecho mais baixo desde 1991, após a notícia de que as operações nos EUA estavam em “condições problemáticas”.

Reuters

A Reserva Federal norte-americana considerou a filial do Deutsche Bank nos Estados Unidos da América (EUA) um banco problemático, uma crítica do regulador que não é comum para uma grande instituição financeira, segundo avançou esta quinta-feira o “The Wall Street Journal” (WSJ).

De acordo com fontes contactadas pelo jornal norte-americano, a opção de classificar as operações do banco alemão no país em “troubled conditions” foi tomada há um ano, para endurecer as políticas de risco, e nunca havia sido tornada pública.

Após a decisão ter sido divulgada, os títulos do banco caíram 7,2% na bolsa de Frankfurt, para os 9,16 euros, o que corresponde ao valor de fecho mais baixo desde 1991. Isto porque as “condições problemáticas” da entidade bancária alemã implicam sanções do principal órgão regulador dos EUA e novas exigências a cumprir.

Uma porta-voz do Deutsche Bank disse ao diário que o banco não discute “feedback regulatório específico”. O mesmo representante adiantou que o grupo Deutsche Bank “está muito bem capitalizado e possui reservas de liquidez significativas” e que a Deutsche Bank USA Corporation e a Deutsche Bank Trust Company Americas, a principal subsidiária bancária nos EUA, têm um “balanço patrimonial muito robusto”.

“Já indicámos anteriormente que os nossos reguladores identificaram várias áreas de melhoria relacionadas com o nosso ambiente de controlo e infraestrutura. Estamos altamente focados em abordar os pontos fracos identificados em nossas operações nos EUA”, assegurou o responsável, que não foi indicado pelo WSJ.