PremiumFinanças pedem informações ao BdP e CMVM sobre Isabel dos Santos

Centeno pediu infomações sobre operações suspeitas no EuroBic. Quer saber se papel da supervisão e controlo do branqueamento estão a ser cumpridos.

O caso Luanda Leaks, que detalha esquemas financeiros da empresária Isabel dos Santos e do marido que estarão na origem da fortuna da família, está a ser acompanhado de perto pelo Governo português. Operações financeiras que envolvem quantias transferidas pela Sonangol para consultoras do Dubai, através do EuroBic estavam já sob o radar da justiça portuguesa face a suspeitas de branqueamento de capitais. E estão agora também na mira do Ministério das Finanças. que já pediu aos reguladores que lhe seja transmitida informação sobre esta questão.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Relacionadas

Luanda Leaks: MPLA rejeita perseguição a Isabel dos Santos ou justiça seletiva

“Pensamos que não há perseguição política e nem há justiça seletiva, porque a prática mostra todos os dias que nós estamos a combater vários focos de corrupção, não só no topo da pirâmide, mas também na base”, disse Luísa Damião Santos, vice-presidente do MPLA.

Carlos Costa envia recados aos bancos: “devem ser diligentes e eficazes” na prevenção do branqueamento

O Governador alertou também os bancos para “que as taxas das operações ativas reflitam a natureza e o risco das aplicações e que acompanhem ativamente a qualidade creditícia dos mutuários ao longo do horizonte temporal das operações, e que não caiam na tentação do ‘search for yield'”.

“Não estamos interessados”. Pedro Castro e Almeida não quer o EuroBic, o Novo Banco, nem o Montepio

O CEO do Santander afirmou, esta quinta-feira, que o banco não está interessado em comprar o EuroBic nem outro banco em Portugal. Pedro Castro e Almeida disse ainda que o banco teve de injectar 180 milhões de euros no Fundo de Pensões por causa dos juros negativos. Sobre a injeção antecipada do Fundo de Resoluçãono Novo Banco diz que só analisa “propostas concretas”.
Recomendadas

TAP propõe acordo com tripulantes para vigorar até final de 2024

O acordo, segundo o qual “as medidas acordadas referentes a retribuições e outras prestações pecuniárias, retributivas ou não, produzem efeitos a 1 de janeiro de 2021”, estabelece a suspensão “das tabelas salariais e remuneratórias em vigor à data da entrada em vigor deste acordo, incluindo as constantes de normativo específico de cada função e/ou de acordos individuais”.

Turismo do Centro apresenta novas iniciativas para as Rotas das Invasões Francesas

O destaque vai para a apresentação das rotas turísticas relativas à Terceira Invasão Francesa, que teve início em julho de 1810 e terminou em abril de 1811. No território nacional, a invasão iniciou-se em Almeida e continuou para o Bussaco, onde teve lugar uma importante batalha, tendo terminado nas Linhas de Torres Vedras, de onde os franceses retiraram em perda.

Pilotos do porto de Aveiro resgatam navio da ETE

Depois de ativados os procedimentos de segurança, os serviços técnicos de pilotagem do porto de Aveiro em colaboração com os rebocadores e em articulação com a Capitania, “a operação do salvamento do navio e tripulação foi realizada com sucesso, encontrando-se o navio atracado em segurança”.
Comentários