Financiamento da UE para ação climática sobe para 21,7 mil milhões de euros em 2018

A União Europeia quer aumentar até 2020 as suas contribuições para o financiamento internacional da ação climática para 100 mil milhões de euros por ano, prolongando essa contribuição até 2025.

A União Europeia aumentou as contribuições para o financiamento da ação climática para 21,7 mil milhões de euros no ano passado, mais 1,3 mil milhões do que em 2017, segundo um comunicado divulgado esta sexta-feira pelo Conselho da União Europeia.

“As contribuições da UE e dos seus Estados-Membros para ajudar os países em desenvolvimento a reduzirem as suas emissões de gases com efeito de estufa e a enfrentarem o impacto das alterações climáticas mais do que duplicaram desde 2013”, refere a instituição europeia.

No âmbito da Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, que terá lugar em Madrid entre 2 e 13 de dezembro, a UE revelou que “as contribuições foram canalizadas com êxito para iniciativas de atenuação e adaptação às alterações climáticas nos países em desenvolvimento”.

A União Europeia quer aumentar até 2020 as suas contribuições para o financiamento internacional da ação climática para 100 mil milhões de euros por ano, prolongando essa contribuição até 2025.

“Até 2025, as partes definirão um novo objetivo coletivo quantificado. Neste contexto, as conclusões registam o compromisso da UE de participar nesses debates a partir de novembro de 2020”, acrescenta.

Recomendadas

OPEP admite que a produção de petróleo dos EUA aumentará 1,5 milhões de barris diários em 2020

O relatório de novembro da OPEP reviu em alta a produção petrolífera para 2020 dos países não-OPEP, com um crescimento de 2,17 milhões de barris de petróleo diários, impulsionados sobretudo pelo aumento previsível da produção dos EUA, agora estimado em mais 1,5 milhões de barris de petróleo diários durante o próximo ano.

Ataques digitais contra escolas e jornais estão a aumentar

As estatísticas do Kaspersky relevaram que 60% dos ataques que foram bloqueados durante este mês eram dirigidos a escolas e a sites de jornais digitais. Tendo em conta estes resultados, os especialistas do Kaspersky suspeitam que estes ataques foram conduzidos por jovens delinquentes em idade escolar, que não possuem grande conhecimento sobre como organizar campanhas de DDoS.

Oficial. Governo aprova subida do salário mínimo para 635 euros para 720 mil trabalhadores

A subida do salário mínimo vai abranger 720 mil trabalhadores. Este aumento dá mais 31,15 euros líquidos por mês aos trabalhadores.
Comentários