Fórum Anual da Indústria Têxtil começa amanhã

Apoiar o investimento neste setor vai ser um dos focos das equipas comerciais do Novo Banco que o patrocinador exclusivo do maior simpósio do setor da indústria têxtil e vestuário (ITV).

O Fórum Anual da Indústria Têxtil começa esta quarta-feira no CITEVE, em Famalicão, e o Novo Banco é o patrocinador bancário exclusivo.

O Fórum da Indústria Têxtil é organizado pela ATP desde 1996, e esta será a sua 21.ª edição que decorrerá sob o desígnio “ITV no horizonte 2025: Uma visão prospetiva”. Ao longo das diversas edições, o foco tem incidido, sob diferentes motes, nas grandes questões do setor do têxtil e do vestuário, o que permitiu definir estratégias para a fileira, mantendo-as em constante atualização.

O patrocínio do banco liderado por António Ramalho “enquadra-se no âmbito do protocolo de parceria que o Novo Banco estabeleceu com a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), para promoção do setor têxtil, e no apoio e acompanhamento que o Banco mantém junto das empresas deste setor que constituem uma das mais antigas e inovadoras indústrias portuguesas”, refere a instituição financeira em comunicado.

Apoiar o investimento neste setor vai ser um dos focos das equipas comerciais do Novo Banco. Por isso, essas equipas “vão estar no Fórum para apresentar aos empresários as soluções de ofertas de produtos e serviços financeiros específicos e de referência, que promovem a competitividade e a produtividade nesta área”, diz o banco.

Recomendadas

Banco de Portugal apela que os administradores não executivos sejam agentes de maior escrutínio das decisões de gestão

Os objetivos últimos, no caso dos bancos, “vão muito para além do interesse dos acionistas. Trata-se de preservar os interesses de muitos outros stakeholders e o interesse público”, salientou a administradora do BdP que ficou com o pelouro da supervisão prudencial.

Sindicatos chegam a acordo com o EuroBic para a revisão do Acordo de Empresa

Os trabalhadores do EuroBic vão ter novos benefícios com o novo Acordo de Empresa. A nova convenção traz mais benefícios aos trabalhadores, nomeadamente na tabela salarial até 2022, dizem os sindicatos do Sul e Ilhas e do Centro.

Faria de Oliveira alerta que sistema bancário tem um excesso de liquidez que não entra na economia

O presidente da APB está a ser ouvido no Parlamento sobre comissões bancárias.
Comentários