Fórum para a Competitividade lança projeto Exportadoras Outstanding

O projeto Exportadoras Outstanding conta com a Allianz, o BBVA, a Caixa Geral de Depósitos, a COSEC, a PWC e ainda as escolas de negócios AESE e Porto Business School como parceiros que vão disponibilizar o seu aconselhamento estratégico, jurídico, fiscal, de apoio à captação de investimento, formação e apoio ao crédito.

O Forum para a Competitividade juntou várias empresas para trabalharem em parceria com o objetivo de potenciar e fazer crescer as exportações nacionais.

O projeto Exportadoras Outstanding conta com a Allianz, o BBVA, a Caixa Geral de Depósitos, a COSEC, a PWC e ainda as escolas de negócios AESE e Porto Business School como parceiros que vão disponibilizar às empresfórumas o seu aconselhamento estratégico, jurídico, fiscal, de apoio à captação de investimento, formação e apoio ao crédito.

Segundo o comunicado do Fórum liderado por Pedro Ferraz da Costa, ao projeto associaram-se também grandes empresas exportadoras de várias áreas de atividade, como a Bondalti (química industrial), a fabricante de autocarros CaetanoBus, a farmacêutica Hovione, a Navigator e a Tabaqueira. “Estas empresas vão ajudar a abrir caminho às de menor dimensão, pondo ao dispor a sua experiência”, explica o Fórum.

O projeto Exportadoras Outstanding, da responsabilidade do Fórum, “surge da real importância que as exportações têm na economia portuguesa (num momento em que o crescimento das exportações desacelerou, contribuindo de forma menos positiva para o PIB) e do grande potencial de crescimento que o setor ainda apresenta, sendo a cooperação empresarial uma forma de impulsionar esse crescimento”, refere.

“O objetivo do projeto é que empresas exportadoras de grande escala e parceiros especialistas em várias áreas no apoio à exportação sejam mentores e autênticos “porta-aviões” de lançamento para empresas exportadoras de menor dimensão, mas com grande potencial de crescimento”, diz o Fórum.

“Estamos a falar de empresas que já exportam, mas que têm potencial para o fazer em maior escala e em mercados diferentes. A falta de escala tem sido uma das fragilidades das empresas portuguesas no que à exportação diz respeito, por isso vimos nesta ideia uma forma de conjugar sinergias e capacitar as melhores empresas exportadoras para serem ainda maiores e ajudarem a fazer crescer as exportações”, diz Pedro Ferraz da Costa, presidente do Forum para a Competitividade.

O projeto Exportadoras Outstanding conta com quatro workshops anuais que vão decorrer em diferentes cidades do país e onde as empresas vão contactar diretamente umas com as outras e com os parceiros estratégicos, revela a nota.

Ler mais

Recomendadas

“Mobilidade elétrica tem um argumento de força: a urgência da descarbonização”, defendem especialistas na “Portugal Smart Cities Summit 2020”

Uma das provas da relevância da mobilidade elétrica está refletida nos números das vendas de automóveis elétricos: “2,3 milhões de vendas até ao final deste ano” deste tipo de veículo, segundo Ryan Fisher da BloombergNEF.

“Eletrificação nos transportes é determinante”, garante secretário de Estado da Mobilidade

Eduardo Pinheiro sublinhou os apoios que têm sido fornecidos para a aquisição de automóveis elétricos, bem como o reforço de 50 milhões de euros na frota da Soflusa. Posição foi conhecida no segundo dia da “Portugal Smart Cities Summit 2020”, evento que conta com o “Jornal Económico” como media partner.

Verbas do SURE ficam disponíveis a partir de outubro, diz Costa

O primeiro-ministro adiantou que as verbas do instrumento da Comissão Europeia para apoiar empregos ficará disponível “a partir do próximo mês”. Programa garante 5,9 mil milhões de euros de Bruxelas de financiamento para Portugal, o montante proposto pelo ministério das Finanças.
Comentários