França aprova taxa polémica de 3% para tecnológicas norte-americanas. Macron entra na ‘guerra comercial’

Qualquer empresa que ger e750 milhões de euros em receitas globais vai ser obrigada a pagar uma taxa de 3%. As empresas Google, Facebook e Amazon vão ser os principais alvos.

Tal como se previa, o Governo francês aprovou esta quinta-feira uma nova taxa dirigida a empresas tecnológicas, numa taxação que parece direcionar-se para ‘gigantes’ como a Google, Facebook e Amazon. Como vai refletir-se o imposto aprovado pelo executivo francês? Qualquer empresa de tecnologia que gere 750 milhões de euros em receitas globais e mais de 25 milhões de euros em receitas em território francês vão ser submetidas a uma taxa anual de 3% das receitas geradas.

Os Estados Unidos mostram-se intrigados com um plano francês que poderá passar para um aumento das taxas nas grandes empresas tecnológicas, segundo conta a “BBC”, esta quinta-feira.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu ordens para a abertura de uma investigação sobre o imposto planeado pela França para os gigantes da tecnologia, uma medida que pode resultar numa retaliação ao nível das tarifas.

Um representante da área comercial norte-americana afirmou que os Estados Unidos estão “muito preocupados” com o facto deste imposto “atingir as empresas americanas de maneira injusta”. Por sua vez, a França argumenta que essas empresas exploram atualmente as lacunas fiscais globais.

O inquérito norte-americano poderá abrir caminho para tarifas punitivas, que Donald Trump impôs em várias ocasiões desde que assumiu o cargo. As investigações anteriores lançadas por Washington cobriram as práticas comerciais da União Europeia e da China.

A última consulta foi bem recebida pelo presidente do Comité de Finanças do Senado republicano, Chuck Grassley, e pelo senador Ron Wyden, democrata sénior do painel.

“O imposto sobre os serviços digitais que a França e outros países europeus estão a adotar é claramente protecionista e tem injustamente como alvo empresas americanas de uma maneira que vai custar vários empregos nos Estados Unidos e prejudicar os trabalhadores americanos”, disseram ambos num comunicado conjunto.

 

Ler mais
Relacionadas

Trump contra Macron: EUA lançam investigação a impostos sobre tecnológicas americanas

Donald Trump deu ordens para a abertura de uma investigação sobre o imposto planeado por França para os gigantes da tecnologia, uma medida que pode resultar numa retaliação ao nível das tarifas.
Recomendadas

Clube de Cristiano Ronaldo muda de nome para Piemonte Calcio… no FIFA 2020

O contrato de exclusividade da equipa italiana com a Konami indica que o “eFootball PES 2020 será o único videojogo de consola que contará com o nome do clube, o emblema e estádio quando for lançado a 10 de setembro de 2019”.

Do espanto à crítica. ‘Action figure’ do patrão da Amazon causa mistério nas redes sociais

Apesar de não estarmos a falar de nenhum lutador de wrestling, nem tão pouco de um desportista, o mediático Jeff Bezos também teve direito a ser imortalizado em forma de ‘action figure’. Nas redes sociais não se fala de outra coisa.

E ainda agora começaram. Millennials: a geração que já está cansada de trabalhar

Geralmente, os conteúdos publicados nas redes sociais refletem o estilo de vida que os millennials pretendem, mas que não conseguem alcançar. Esta geração não sente inveja de objetos ou propriedades, mas das experiências que se encontram refletidas nas redes sociais de outros.
Comentários