Frente Sindical de Docentes recebida esta noite no Ministério de Educação

Depois da FENPROF, é a vez da Frente Sindical dos Docentes ser recebida pela secretária de Estado Adjunta, Alexandra Leitão, escassas horas antes do início da greve nacional de professores. A reunião está marcada para as 22h00.

“Não sermos tolerantes face a uma proposta totalmente desadequada e injusta, e é isso que diremos hoje à Secretária de Estado, e demonstraremos amanhã, com milhares de associados em luta pela dignificação da sua profissão”, afirmam os representantes da Frente Sindical de Docentes em comunicado chegado neste minuto às redações:

Esta estrutura, que reúne oito sindicatos que representam milhares de professores de todo o País (ASPL, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPPEB, SIPE e SPLIU), estará amanhã pelas 11h00 frente à Assembleia da República para manifestar o seu desacordo com o que consideram ser uma proposta “desonesta” do Governo, que quer “apagar da vida dos docentes nove anos e quatro meses de trabalho ao serviço das escolas, dos alunos e do ensino”.

O Orçamento de Estado de 2018 prevê que este tempo, em que as carreiras dos docentes estiveram congeladas, não seja considerado para efeitos de progressão na carreira, discriminando os professores face à generalidade dos funcionários públicos.

 

Recomendadas

Papa reza pelas vítimas de violência na Nigéria e por entendimento na gestão do rio Nilo

“Que o diálogo, queridos irmãos do Egito, Etiópia e Sudão, seja a sua única escolha, para o bem de suas populações queridas e do mundo inteiro”, concluiu o Papa Francisco.

André Ventura promete “maior marcha alguma vez vista” contra antirracismo em Évora

“Será o nosso grito contra o racismo e marca o arranque do II congresso do partido. Começará às 19:00 nas portas de Évora e marcharemos até à praça do Giraldo, onde terminará a concentração”, garantiu André Ventura, referindo-se à data de 18 de setembro.

Escolas preparam-se para o regresso às aulas com intervalos mais curtos, alunos a ajudar a limpar e ‘take away’ nas cantinas

Falta um mês para o início do próximo ano letivo, que começa entre 14 e 17 de setembro. Neste momento, muitas escolas já concluíram os planos de funcionamento, enquanto outras ainda estão a ultimá-los, segundo a Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas.
Comentários