PremiumFusões e aquisições nacionais escapam à queda global

O mercado nacional de M&A fechou o ano passado com um movimento de mais de 13 mil milhões de euros. Energia, telecomunicações, infraestruturas e tecnologia são os setores que dominarão os negócios de 2020.

O mês de dezembro foi decisivo para o mercado transacional português em 2019, porque apenas dois negócios (anunciados na mesma semana) entraram diretamente para o topo dos rankings. A venda de 49,9% da fibra ótica da Altice à Morgan Stanley e a venda das centrais hídricas da EDP ao consórcio entre a francesa Engie, o Crédit Agricole Assurances e a Mirova (do grupo Natixis) lideram a tabela das maiores transações em Portugal no ano passado – operações com um valor superior a dois mil milhões de euros cada uma. “Trata-se de valores que não são de todo comuns em transações de ativos exclusivamente nacionais. O ano de 2020 parece-nos estar a arrancar muito bem, com operações que se espera venham a fechar já no primeiro trimestre do ano em valores muito significativos”, refere Ricardo Andrade Amaro, sócio da Morais Leitão, ao Jornal Económico (JE).

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Isabel dos Santos contrata advogados de Megan Markle e Cristiano Ronaldo

A Schilling Partners passa a ter a empresária angola na sua lista de clientes onde constam nomes como o do jogador português, do casal Harry e Megan Markle e até o ex-ciclista norte-americano Lance Armstrong.

NOS e Deloitte assinam acordo de cooperação para cidades inteligentes

O acordo de cooperação entre a NOS e a Deloitte Portugal contribuirá para aceleração de uma estratégia nacional de cidades inteligentes, através da coordenação de esforços de entidades privadas, órgãos governamentais/autárquicos e entidades públicas.

PremiumSegredos de negócio estão mais protegidos na lei

Consultor da CCA diz que a tecnologia dificultou a segurança das informações nas empresas, mas é possível implementar um plano “cauteloso e pensado”. E considera que as coimas “são uma das grandes inovações” da transposição da diretiva.
Comentários