Galp anuncia contratos de aquisição de energia renovável em Espanha

A Galp vai disponibilizar aos clientes, a partir de junho de 2020, energia solar proveniente de parques de 200 Megawatt (MW) em Espanha, através de um acordo quadro com a X-Elio, anunciou hoje a empresa.

Galp

A Galp assegurou contratos de aquisição de energia renovável em Espanha. Em comunicado a petrolífera portuguesa refere que “reforçou o seu portfólio comercial para disponibilizar uma oferta de energia renovável aos seus clientes, através de um acordo quadro estabelecido com a X-Elio, que abrange Contratos de Aquisição de Energia sintéticos”.

A X-Elio é uma empresa especializada no desenvolvimento, construção e operação de centrais solares com presença global na Europa (Espanha e Itália), Estados Unidos, México, Chile, Japão e Austrália, entre outros.

Esta operação incorpora diversos contratos de aquisição de energia de longo prazo (PPA), que têm subjacentes projetos de geração elétrica solar de cerca de 200 MW e que se encontram em fase final de desenvolvimento em Espanha, abrangendo um montante nacional total de 358 Gigawatt-hora anuais durante um período de 12 anos.

“Estes contratos têm subjacentes projetos de geração de energia solar de cerca de 200 MW em Espanha, atualmente em desenvolvimento, cobrindo um montante nocional total de 358 GWh por ano durante um período de 12 anos, o qual será progressivamente alocado às atividades comerciais da Galp a partir de junho de 2020”, revela a empresa liderada por Carlos Gomes da Silva em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), esta segunda-feira.

Segundo o mesmo comunicado, o acordo “enquadra-se na estratégia da Galp de assegurar um fornecimento equilibrado e competitivo de longo-prazo para as suas atividades de comercialização de energia, disponibilizando aos seus clientes o acesso a soluções energéticas eficientes e ambientalmente sustentáveis”.

A X-Elio é uma empresa global de energias renováveis e sustentáveis e “tem um forte compromisso com a redução de gases com efeito de estufa e o combate às alterações climáticas”. As receitas em 2018 ultrapassaram os 130 milhões de euros e a empresa tem experiência nesta área através da construção de centrais solares de mais de 2 GW, tendo atualmente 23 em operação em 13 países.

Ler mais
Recomendadas

Estudantes europeus rumam a Setúbal para encontrar soluções de ‘smart tourism’

A 14.ª edição da Business Week’o é dedicada ao conceito de ‘smart tourism’ e o programa de trabalho volta a apostar num contacto direto dos participantes europeus com a cidade que os acolhe,

PremiumVinhos: vendas da região de Lisboa crescem 20% até ao final de setembro

Desde o início do ano até ao final de setembro já foram vendidas cerca de 43 milhões de garrafas, ou seja, 32,250 milhões de litros. Francisco Toscano Rico, presidente da CVR Lisboa, explica que os mercados absorvem cerca de 77% desta produção.

Cerca de 49 mil empresas no mundo utilizam as IFRS

Mais de 33% das operações financeiras são transfronteiriças e as IFRS têm contribuído para a redução do custo de financiamento das empresas e para identificação de novas oportunidades de investimento.
Comentários