Galp, BCP e CTT penalizam PSI 20 que acompanha Europa em queda a meio da sessão

Os mercados bolsistas acentuam as perdas registas desde o início da sessão desta sexta-feira.

O principal índice bolsista português (PSI 20) perde 1,26%, para 4.423,27 pontos, em linha coma as principais praças europeias, “com as quedas a serem transversais a todos os setores”, segundo o MTrader do Millennium BCP, Ramiro Loureiro.

Desta forma, os mercados bolsistas acentuam as perdas registas desde o início da sessão desta sexta-feira, numa altura em que os dados macroeconómicos revelados não animam os investidores. Os investidores também continuam a aguardar o resultado das negociações entre o Partido Republicano e o Partido Democrata no congresso norte-americano, quanto a um novo pacote estímulos à economia dos Estados Unidos.

Hoje, foi revelado pelo Eurostat que a economia da zona euro contraiu 12,1% no segundo trimestre, face aos primeiros três meses do ano, em linha do que o mercado esperada, segundo Ramiro Loureiro. Em termos homólogos, a economia da zona euro contraiu 15%. Neste sentido, em Portugal, o valor preliminar do produto interno bruto (PIB) do segundo trimestre sinaliza uma contração de 13,9% face aos primeiros três meses do ano. Em termos homólogos a economia nacional contraiu 16,3%.

Da China chegaram também dados económicos, evidenciando que a produção industrial naquele país teve um crescimento inferior ao esperado, em julho. No mês de julho, o crescimento em termos homólogos da produção industrial na China manteve-se inalterado nos 4,8%, “enquanto os analistas esperavam um aumento no ritmo de crescimento para 5,2%”, segundo Loureiro.

Quanto às vendas a retalho na China, registou-se uma diminuição em termos homólogos de 1,1%, no mês de julho, “surpreendendo os analistas que estimavam um crescimento de 0,1%”.

Em Portugal, os tombos de BCP (-1,97%), CTT (-1,70%) e Galp (-2,03%) penalizam o PSI 20. Também as quebras da EDP Renováveis (-1,58%) e da NOS (-1,73%), bem como da Sonae (-2,03%) e Semapa (-1,85%) afundam o principal índice nacional.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street aguenta, mas perdeu fôlego ao longo do dia

Os principais índices do outro lado do Atlântico estiveram a subir, mas no final do dia acabaram por ceder. Mesmo assim, dizem os analistas, os investidores continuam a confiar em novos estímulos à economia.

Sexta sessão em queda. Bolsa de Lisboa penalizada por perdas do BCP e Galp

Num quadro pintado de encarnado, a EDP Renováveis e a Sonae sobressaíram pela positiva, ao subirem ambas cerca 0,20%. Nas restantes praças europeias, igualmente pessimistas, destacam-se as transações de M&A da banca espanhola – desta feita, entre o Unicaja e o Liberbank.

Depois das fortes quedas de quarta-feira, Wall Street abre em baixa

As inscrições no desemprego nos Estados Unidos aumentaram na última semana, sugerindo uma recuperação mais lenta do mercado laboral devido às medidas restritivas para limitar a propagação de covid-19, indicam os números divulgados hoje.
Comentários