Geração Z e millenials perderam o interesse pelo Facebook. Instagram é a rede preferida dos influenciadores

“O crescimento do Facebook está estagnado”, explicou Ana Aldea, responsável por analisar as redes sociais, ao ‘El Economista’.

A conhecida rede social dos influenciadores parece estar a converter-se no futuro do marketing digital, com novas funcionalidades que permitem saber diretamente a loja e o preço dos produtos, um método bastante adotado pelas celebridades.

“O crescimento do Facebook está estagnado”, explicou Ana Aldea, responsável por analisar as redes sociais, ao ‘El Economista’. Ana Aldea explica que se há ferramenta que não deve faltar quando se está a planear uma campanha em redes sociais é o Instagram.

A responsável sublinhou o facto de “a atração de novos utilizadores custa cada vez mais” ao Facebook, garantindo que “as gerações mais jovens, como a geração Z ou os millennials, perderam o interesse na rede social criada por Mark Zuckerberg”. A atratividade do Instagram é tanta que supera os quatro mil milhões de ‘gostos’ diários, e cada publicação tem 23% de mais interatividade que no Facebook.

O Instagram arrecada 11 mil milhões de dólares em receitas de publicidade por ano.

Na rede social das fotografias, o investimento em publicidade digital superou os 311 mil milhões de dólares, de acordo com projeções da Statista para 2019.

Recomendadas

Permitida retoma da temporada taurina com aumento de lotação das praças

A temporada taurina retoma com praças com lotação de 50%, uma reivindicação do setor que viu este sábado ser publicada pela Inspeção-Geral das Atividades Culturais (IGAC) uma atualização às normas discutidas com a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Enfermeiros alertam para funcionamento de lares com recursos abaixo do mínimo

A Secção Regional do Sul (SRSul) da Ordem dos Enfermeiros alertou este sábado para a possibilidade de situações semelhantes à ocorrida em Reguengos de Monsaraz (Évora) se repetirem se os lares continuarem a funcionar com “recursos abaixo do mínimo exigido”.

Proteção civil alerta para risco de incêndio provocado por trovoada seca

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) alertou este sábado para o risco de incêndio rural associado à ocorrência de aguaceiros e trovoada seca prevista com maior probabilidade nas regiões do interior Norte e Centro e Alto Alentejo.
Comentários