PremiumGestão tem de ser capacitada para aproveitar tecnologia

As empresas tornarem-se organizações direcionadas pela inteligência obriga a uma transformação cultural, dizem os participantes na conferência “Liderar com Inteligência Artificial”.

Os gestores têm de ganhar competências para que as suas organizações possam utilizar melhor as capacidades da inteligência artificial, concordaram os participantes na conferência “Liderar com Inteligência Artificial”, promovida pela Microsoft Portugal e da qual o Jornal Económico foi media partner. Concluíram, também, que um maior aproveitamento de ferramentas para retirarem conhecimento dos dados passa por uma transformação cultural das empresas.

“A inteligência artificial não é mais do que trabalhar melhor com dados”, afirmou Sandra Miranda Ferreira, Customer Success Lead da Microsoft Portugal. “O mercado falou durante muito tempo em organizações data driven, direcionadas por dados, eu creio que estamos a entrar muito mais na era das organizações intelligence driven, direcionadas por inteligência”, disse.

Além de Sandra Ferreira, participaram na conferência “Liderar com Inteligência Artificial” Luís Carvalho, Senior Vice President of Technology, Global Platform, da Farfetch; e Ricardo Chaves, Chief Commercial Officer da SIBS.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumFuturo da hotelaria passa pelos dados e pela adoção de tecnologia

O sector do turismo tem de investir na tecnologia para tornar as operações mais eficientes e sustentáveis, mas também para proporcionar melhores experiências aos clientes. Financiamento e escassez de talento são desafios a enfrentar.

Futuro da hotelaria passa pelo investimento em tecnologia

Conferência sobre “Turismo Sustentável, Hotelaria e Mobilidade” contou com as participações de com as participações de Ricardo Campos, diretor de Operações do Grupo Visabeira; João Carlos Silva, diretor de Manutenção da Vip Hotels; Pedro Serra, diretor de Operações de Hotelaria do The Editory Collection Hotels; João Catarino, do Vila Galé Hotéis; e Victor Moure, country manager da Schneider Electric Portugal.

Turismo aproveitou pandemia para atualizar equipamentos, mas ainda há caminho a fazer

Conferência sobre “Turismo Sustentável, Hotelaria e Mobilidade” contou com as participações de com as participações de Ricardo Campos, diretor de Operações do Grupo Visabeira; João Carlos Silva, diretor de Manutenção da Vip Hotels; Pedro Serra, diretor de Operações de Hotelaria do The Editory Collection Hotels; João Catarino, do Vila Galé Hotéis; e Victor Moure, country manager da Schneider Electric Portugal.
Comentários