Glovo e N26 assinam parceria que dá créditos na entrega de refeições

A partir de agora, qualquer utilizador que utilizar os serviços de entrega de refeições da Glovo e optar por pagar com o cartão N26, ser-lhe-á devolvido metade do valor na forma de crédito para ser utilizado em pedidos posteriores na Glovo.

A Glovo e o banco digital alemão, N26, assinaram uma parceria que oferece mais vantagens na entrega de refeições em Portugal, Espanha, Itália e França.

A partir de agora, qualquer utilizador que utilizar os serviços de entrega de refeições da Glovo e optar por pagar com o cartão N26, ser-lhe-á devolvido metade do valor na forma de crédito para ser utilizado em pedidos posteriores na Glovo.

Este benefício apenas abrange os serviços de entrega de refeições que custem no mínimo cinco e até o máximo de cinquenta euros.

Tanto a Glovo como o N26 têm acompanhado a alteração dos padrões de consumo dos consumidores, que são cada vez mais digitais. A Glovo, fundada em 2015, na cidade de Barcelona,  conta com mais de três milhões de utilizadores nos 22 países em que opera, tem mais de dez mil estabelecimentos parceiros e já fez mais de dez milhões entregas.

Fonte da Glovo esclareceu que “de acordo com os termos da parceria, o cashback do mês atual é adicionado à conta Glovo na forma de crédito na primeira semana do mês seguinte.”

Por sua vez, o N26 tem cerca de 2,5 milhões de clientes e opera em 24 mercados na Europa. Para Francisco Sierra, diretor de mercados europeus do N26, “os clientes exigem soluções móveis, ágeis e eficientes e, ao juntarmo-nos à Glovo nesta iniciativa, podemos oferecer uma vantagem única, à qual os clientes podem aceder integralmente através do smartphone“.

Já Arnau Cortés, vice-presidente internacional da Glovo realçou que “esta parceria é uma excelente forma de ambas as empresas oferecerem benefícios e, acima de tudo, uma melhor experiência a todos os utilizadores” da empresa.

(atualizada e rectificada dia 26 de março às 12h17)

 

Ler mais
Relacionadas

Portugueses aderem cada vez mais às entregas de refeições ao domicílio

Com o aumento da confiança dos consumidores e um notório desenvolvimento do ecossistema de comércio eletrónico em Portugal, o número de portugueses que opta por este tipo de comércio tem vindo a crescer. A consultora Nielsen afirma que a compra de refeições para entrega ao domicílio aumentou 9% no país.

Glovo aposta nas empresas e garante entregas em 30 minutos

Depois de ser testado por mais de 20 empresas em Barcelona, ​​o serviço está agora disponível em todas as cidades em que a Glovo opera. Em Portugal, a Glovo foi lançada em Lisboa em outubro de 2017 e no Porto em março deste ano.

Bancos digitais têm mais de 150 mil clientes em Portugal

Entre as funcionalidades que atraem os portugueses estão a abertura de contas em poucos minutos ou até segundos, as transferências internacionais gratuitas, as trocas cambiais a taxas mais baixas, pagamentos instantâneos, etc.

Google vai realizar transferências de dinheiro na União Europeia

A Google vai poder realizar transferências de dinheiro nos países da União Europeia depois da autorização concedida pelo Banco Central da Irlanda.
Recomendadas

Prepare a carteira. Vem aí (mais) um aumento nos combustíveis

A partir de segunda-feira, os combustíveis ficam novamente mais caros. Aumento é maior na gasolina, tanto nas cadeias de marca branca, como nas principais gasolineiras.

Dia da Propriedade Intelectual: Criei uma marca. O que posso fazer para a registar?

Os advogados do departamento de TMT & Propriedade Intelectual da sociedade CCA explicam o que fazer para registar uma marca. O primeiro passo? Verificar se preenche determinados requisitos para que o seu registo seja concedido. Comemora-se esta sexta-feira o Dia Mundial da Propriedade Intelectual.

Caixa Geral está a vender Mercedes para atingir metas da recapitalização

Campanha de crédito “imbatível” está a chegar por email a clientes. Banco justifica com metas “extremamente exigentes”. E diz que não está a promover o endividamento, pois clientes acederiam na mesma a outras opções de financiamento do mercado.
Comentários