Glovo vai entregar roupa da C&A na casas dos portugueses em 30 minutos

A startup startup pretende que quem abra a ‘app’ encontre tudo aquilo de que precisa, seja tecnologia, perfumaria, produtos de beleza, presentes, itens de papelaria ou casacos, uma das 500 referências da C&A que a empresa de entregas e comércio rápido irá disponibilizar.

A Glovo e o grupo de moda C&A assinaram um acordo para expandir, na Península Ibérica, o modelo de entregas ultrarrápidas (em menos de meia hora) à roupa e acessórios, que permite que os utilizadores da aplicação possam comprar e receber camisolas, calças, pijamas ou outras peças de vestuário nas suas casas.

Para Diego Nouet Delgado, general manager da Glovo em Portugal e Espanha, este é “um marco para a empresa, que começa agora a trazer entregas ultrarrápidas para o sector da moda”. “Já nos habituamos a comprar quase todos os produtos online, mas também queremos ter a opção de comprar e poder receber em casa em apenas alguns minutos”, explica, em comunicado divulgado esta terça-feira.

Ou seja, a startup do país vizinho pretende que quem abra a app da Glovo encontre tudo aquilo de que precisa, seja tecnologia, perfumaria, beleza, presentes, itens de papelaria ou casacos, uma das 500 referências da C&A que a empresa de entregas e comércio rápido irá disponibilizar.

“É um importante avanço na nossa estratégia de oferecer aos clientes diferentes canais para realizarem as suas compras, com o valor acrescentado que agora podem receber e usufruir do seu pedido numa questão de minutos. A moda é uma prioridade para muitas pessoas e por isso devemos, também, considerá-la como tal”, afirma o diretor geral Domingos Esteves.

Em Portugal, os produtos da C&A na Glovo estarão disponíveis através do apoio de seis espaços comerciais da marca no país: na Rua de Santa Catarina, no Porto, no Cascaishopping no Gaiashopping, em Vila Nova de Gaia, no Centro Comercial Colombo, no Almada Forum e no shopping Vasco da Gama, em Lisboa.

A parceria tem por base o compromisso da Glovo com o crescimento e inovação no chamado “quick commerce” (q-commerce) – as tais entregas ultrarrápidas – por via de acordos estratégicos grupos de retalho (alimentar ou não), distribuição e outras empresas.

Recomendadas

Sonae admite ser “inevitável” aumento de custos devido à subida do preço dos combustíveis

O responsável pela Sonae MC falava aos jornalistas à margem da inauguração do novo edifício do Centro de Distribuição da Sonae MC, hoje, na Azambuja, que contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sendo o maior entreposto refrigerado em Portugal.

Mercadona abriu hoje supermercado de Leça da Palmeira

A empresa prevê abrir ainda este ano quatro novos supermercados em Portugal. A próxima abertura está prevista para o dia 26 de outubro em Vila do Conde. 

Zomato lança serviço de entregas em parceria com os CTT

A parceria quer ainda completar a experiência do utilizador “a 100%”, juntando a opção de ‘delivery’ às funcionalidades já oferecidas, tendo os utilizadores de realizar o download de uma nova aplicação para estes pedidos e também para o ‘takeaway’.
Comentários