Goldman Sachs tem mil milhões para investir na logística em Espanha e Portugal

O investimento surge com o objetivo de fortalecer a marca Newdock, criada este ano. Banco norte-americano tem mil milhões de euros para investir no sector logístico na Península Ibérica.

A entidade financeira anunciou um plano de investimento na ordem dos 1.000 milhões de euros durante os próximos três anos para construir armazéns em Portugal e Espanha.

De acordo com a notícia avançada pelo jornal espanhol “Cinco Días”, o investimento surge com o objetivo de fortalecer a marca Newdock, criada exclusivamente para esse efeito. O investimento será conduzido pelo Goldman Sachs Asset Management, através do departamento de imobiliário.

A Newdock, criada no início deste ano, já com um portefólio de sete projetos de logística a serem desenvolvidos em Espanha, numa área bruta locável total de 500 mil m2, informa o jornal, acrescentando que o investimento inicial nesta carteira ascende a 400 milhões de euros.

Três desses projetos estão já em construção. O primeiro deles, localizado em Getafe, Madrid, que terá a sua construção concluída no próximo mês de dezembro, cita o jornal o comunicado da instituição financeira, referindo também que a empresa  possui ainda projetos para o desenvolvimento com uma área bruta superior a de mais 250 mil m2. Quanto a Portugal, desconhecem-se ainda quaisquer projetos que possam estar em vista.

Javier Solís, da Goldman Sachs, explica que a Newdock nasceu com o objetivo de acompanhar os principais operadores nacionais e internacionais, respondendo às suas necessidades logísticas na Península Ibérica. “Acreditamos que o mercado será cada vez mais exigente em termos de padrões de qualidade, eficiência e sustentabilidade dos ativos logísticos“, disse, citado em comunicado.

Esta quinta-feira, a Goldman Sach anunciou que vai investir 200 milhões de euros no grupo Visabeira (a Constructel) em troca de uma participação minoritária.

“Os recursos provenientes do investimento serão utilizados predominantemente para acelerar o crescimento orgânico e inorgânico, através de aquisições, apoiando a estratégia de expansão da empresa”, segundo o comunicado. O investimento do banco norte-americano foi feito através do Goldman Sachs Asset Management.

Recomendadas

PremiumEugénio Rosa: “A substituição da administração do Banco Montepio é necessária”

“Sou totalmente contra uma administração que caia de paraquedas no Banco Montepio”, defende Eugénio Rosa, líder da lista C, candidata às eleição dos órgãos associativos do Montepio Geral.

PremiumPedro Corte-Real: “Há garantias do primeiro-ministro que o Montepio ia ser apoiado”

Pedro Corte-Real, que lidera a lista B para a presidência da Associação Mutualista Montepio Geral, defende que o Estado deve ajudar o Banco Montepio e diz que “esse apoio ainda não foi dado por falta de credibilidade das direções”.

Goldman Sachs quer aumentar diversidade étnica e de género nas cotadas do S&P 500 e do FTSE 100

A Goldman Sachs Asset Management diz que quer estar na vanguarda para impulsionar uma maior diversidade e inclusão nos conselhos de administração em todo o mundo.
Comentários