Google apoia portuguesa Barkyn como startup em crescimento

“Durante estes dois meses vamos estar rodeados pelos maiores peritos digitais da Google, o que terá certamente um enorme impacto na afirmação da Barkyn como startup líder do espaço pet na Europa”, garantiu um dos responsáveis da Barkyn.

Após o destaque na revista internacional ‘Wired’, a startup Barkyn parece continuar a sua trajetória ascendente. A marca portuguesa que distribui uma caixa para animais de estimação em três países da Europa vai rumar a Madrid, por dois meses, “sob a alçada da Google”.

Esta é a única startup portuguesa que consta na lista do gigante tecnológico e vai integrar a primeira edição do ‘Google for Startups Growth Lab’. Este é um programa localizado em Madrid que visa “dar apoio às mais prometedoras startups através de workshops e sessões de mentoria com os maiores especialistas da Google”, indica a própria Google.

O programa é focado no crescimento e expansão do leque de clientes das marcas que integram o programa. No entanto, esta não é a primeira vez que a empresa de André Jordão e Ricardo Macedo é apoiada pela Google, uma vez que no ano passado integrou o ‘Google for Startups Residency’ através de um concurso.

No entanto, desta vez o convite para rumar a Madrid foi realizado diretamente pela própria Google. “Ver a Barkyn gerar o interesse da Google pela segunda vez, agora por convite e numa fase de crescimento como esta, é muito motivante”, sustentou o criador André Jordão.

“Durante estes dois meses vamos estar rodeados pelos maiores peritos digitais da Google, o que terá certamente um enorme impacto na afirmação da Barkyn como startup líder do espaço pet na Europa”, garantiu o responsável. Enquanto o programa anterior se focava na expansão das empresas, “este é para startups que se podem tornar grandes”, garantiu.

A marca portuguesa tem visto o negócio crescer. Com presença em Portugal, Espanha e Itália, a empresa tem um ritmo de crescimento anual de 300%. Com o mercado de animais a crescer e com uma maior atenção em relação à alimentação dos animais, a startup fundada em 2017 angariou 1,7 milhões de euros no ano em que chegou ao mercado.

Ler mais
Relacionadas

Lisboa tem 10 startups do momento para a revista Wired

A capital e o talento português já mostraram que «não brincam em serviço», com a criação de três unicórnios conhecidos na rede internacional: OutSystems, Talkdesk e Farfetch. A revista “Wired” criou uma lista das 10 startups do momento em Lisboa, entre as 100 “mais quentes” da Europa.
Recomendadas

Setor de comércio e serviços pede prolongamento do layoff e perdão de rendas

A CCP também aponta que a exigência de certidões de não dívida não faz sentido neste momento em que as empresas enfrentam dificuldades, defendendo que deixe de constituir condição para a “candidatura a qualquer concurso público”.

CFP alerta para impacto “desconhecido” no capital do Novo Banco da litigância com o Fundo de Resolução

No relatório “Perspetivas económicas e orçamentais 2020-2022”, o CFP diz que “existe um risco adicional para as finanças públicas caso o rácio de capital total do Novo Banco se situe abaixo do requisito estabelecido pelas autoridades de supervisão”. Nesta situação, o Estado Português poderá ter de disponibilizar fundos adicionais de forma a que o banco cumpra os requisitos regulatórios. É a chamada Capital Backstop que foi autorizada por Bruxelas para casos “extremos”. O CFP alerta para incógnita sobre o impacto no capital do banco do diferendo na contabilização das IFRS 9.

Extensão das moratórias até 31 de março de 2021 vai hoje a Conselho de Ministros

Proposta das Finanças prevê extensão das moratórias públicas até março de 2021 e o alargar os créditos que poderão beneficiar do regime, como créditos para segunda casa e crédito ao consumo para financiar educação.
Comentários