Google suspende negócios com a Huawei após lista negra de Trump

A Huawei vai perder imediatamente acesso a atualizações do sistema operativo Android, e a próxima versão dos seus smartphones fora da China vai também perder acesso a aplicações e servios, incluindo o Google Play Store e o Gmail app.

A Google suspendeu todos os negócios com a Huawei que exigem a transferência de produtos de hardware e software, à exceção daqueles cobertos por licenças de código aberto, disse uma fonte próxima à agência Reuters.

Esta semana Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe o uso de qualquer material da Huawei nos Estados Unidos e os resultados dessa medida já se começaram a fazer sentir, com a Google a suspender parte dos seus negócios com a gigante chinesa.

A Huawei vai perder imediatamente acesso a atualizações do sistema operativo Android, e a próxima versão dos seus smartphones fora da China vai também perder acesso a aplicações e servios, incluindo o Google Play Store e o Gmail app.

A gigante chinesa vai continuar a ter acesso à versão do sistema operativo Android disponível através da licença de código aberto que está livremente aberta e que pode ser usada por quem quiser. No entanto, a Google vai parar de fornecer qualquer suporte técnico e colaboração para a Huaweii.

Recomendadas

Ministro da Economia anuncia incentivo à inovação a empresas de Setúbal

O Ministro da Economia revelou esta terça-feira que o Governo deverá anunciar ainda esta semana um incentivo à inovação, com uma majoração de 10% face aos apoios existentes, dirigido às Pequenas e Médias e Micro Empresas da Península de Setúbal.

Programa Capitalizar já fez chegar 8 mil milhões de crédito às empresas

As linhas do Programa Capitalizar fizeram chegar às empresas oito mil milhões de euros de crédito, disse hoje o ministro da Economia, sublinhando que o financiamento vai ser um dos maiores desafios do tecido empresarial nos próximos anos.

Energias renováveis com impacto positivo de 2,4 mil milhões para os consumidores em nove anos

Entre custos para o consumidor e poupanças obtidas, as renováveis tiveram um impacto positivo, segundo um estudo realizado pela Deloitte.
Comentários