Governo compra 5 KC-390 para a Força Aérea por 827 milhões

Os aviões começam a chegar a partir de fevereiro de 2023, a um ritmo de um por ano até 2027. Fabricado pela Embraer, este avião permite um duplo uso – militar e civil -, incluindo o combate a incêndios.

O Governo anunciou hoje a compra de cinco KC-390 para a Força Aérea Portuguesa. Produzidos pela brasileira Embraer, estes aviões servem para transportar pessoal e mercadorias, mas também para operações de busca e salvamento, reabastecimento em voo ou combate a incêndios florestais. Em suma, os novos aviões respondem às “necessidades permanentes do país”, argumenta o Governo.

A compra destas aeronaves representa um investimento de 827 milhões de euros, explicou o ministro da Defesa em conferência de imprensa após o conselho de ministros esta quinta-feira, 11 de julho.

Segundo João Gomes Cravinho, os aviões começam a chegar a partir de fevereiro de 2023, a um ritmo de um por ano até 2027. O valor de aquisição já inclui o simulador de voo, necessário para os pilotos se habituarem a pilotar esta aeronave, e também os contratos de manutenção durante 12 anos.

“Trata-se do culminar de um longo processo de diálogo, de negociação com a Embraer para a aquisição, definição do preço e especificações técnicas”, afirmou.

Os cinco aviões vão substituir a frota de Hercules C-130, que contam com 40 anos de idade e já estão no seu limite de idade.

O ministro da Defesa destacou que a compra destas aeronaves vão envolver empresas nacionais. “Muitas empresas portuguesas estiveram envolvidas no desenvolvimento do KC-390”, afirmou, destacando que esta aquisição vai representar um “importante estímulo” para a economia.

Após um trabalho de comparação com outras aeronaves semelhantes disponíveis no mercado, o Governo chegou à conclusão que o KC-390 “permite corresponder a todas as missões da Força Aérea”, permitindo “o duplo uso – militar e civil”, incluindo o combate a incêndios, destacou João Gomes Cravinho.

O ministro da Defesa elogiou as “características inovadoras” do avião da Embraer com um “alcance intercontinental”. Apesar de ter apenas dois motores, este modelo atinge performances semelhantes à de aviões semelhantes com quatro motores.

 

Ler mais
Recomendadas

Lesados do BES. António Costa “disse que acabou. Não há mais dinheiro”

Uma organizadora do movimento dos emigrantes lesados do BES em França contou hoje à Lusa que o primeiro-ministro, António Costa, lhe disse que não haveria mais dinheiro para além do que já foi acordado.

Trabalhadores da General Motors em greve a partir de segunda-feira

O sindicato United Auto Workers (UAW), o maior do setor automóvel, marcou hoje uma greve que abrange os cerca de 48 mil trabalhadores do gigante norte-americano General Motors (GM) na primeira paralisação em 12 anos.

PremiumPresidente da ATP disponível para novas fusões que unifiquem o setor

Mário Jorge Machado diz que consolidar o associativismo nos têxteis até unir todos os empresários seria benéfico para o setor. Frente internacional é outra prioridade do líder da Associação Têxtil e do Vestuário de Portugal.
Comentários