Governo apresenta estratégia nacional para o 5G em setembro

O secretário de Estado das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, fez o anúncio esta quinta-feira de manhã, na Covilhã.

Secretário de Estado das Comunicações, Alberto Souto de Miranda | Foto cedida

O secretário de Estado das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, revelou esta quinta-feira que o Governo vai apresentar a estratégia nacional para a rede móvel de quinta geração (5G) no próximo mês de setembro.

Alberto Souto de Miranda falava no evento em que a Altice Portugal celebrou o projeto de infraestruturação do Maciço Central, indicado em março de 2017, e que culminou com a ligação de seis concelhos através de fibra ótica, quando fez o anúncio. De acordo com as normas de Bruxelas, Portugal terá de ter acesso à rede 5G já em 2020 e, por isso, a atribuição do espectro decorrerá no último trimestre deste ano.

Ainda esta semana o governante defendeu que o Governo não quer que os operadores de telecomunicações sejam “sufocados financeiramente” com a atribuição da licença 5G, cujo modelo e data de lançamento ainda não está fechado.

No início de maio, o Ministério das Infraestruturas e da Habitação anunciou que a libertação da faixa eletromagnética dos 700 mega-hertz (MHz) para esse uso deverá “começar no último trimestre de 2019 e decorrer até ao final de maio de 2020”, implicando uma migração da televisão digital terrestre (TDT) para outra frequência.

A tutela deu ainda conta que em abril deste ano a Anacom adotou um regulamento relativo à segurança dos serviços de comunicações eletrónicas, estipulando regras para que as empresas que disponibilizam redes públicas cumpram de forma a proteger os utilizadores. Questão que, para o executivo, é “uma matéria fundamental, que não pode ser descurada”.

Altice investe 15 milhões em 78 mil quilómetros de fibra ótica na zona da Serra da Estrela

Ler mais
Relacionadas

CEO da Altice tem dúvidas sobre a necessidade do 5G hoje

“Acredito que em 2022 ou 2023 vamos começar a ter as primeiras utilizações reais comerciais do 5G, quando começarem a existir casos de uso que o justifiquem”, refere Alexandre Fonseca.

5G: Governo não quer operadores “sufocados financeiramente” com atribuição de licença

Governo diz que não está ainda definido o modelo de atribuição da licença 5G, que pode passar por leilão ou concurso, não estando também ainda um calendário de arranque definido-

António Costa sobre a quinta geração 5G: “Não depende da marca do telemóvel ser ou não escutado”

Após um encontro em que foram debatidas as relações da União Europeia (UE) com a China e também os avanços tecnológicos do 5G, que têm sido marcados pelas suspeitas de espionagem chinesa por parte da Huawei, António Costa assinalou que “não depende da marca do telemóvel ser ou não escutado”.
Recomendadas

Energia 4.0

A conjugação da descarbonização com a inovação criou o enquadramento perfeito para as mudanças profundas na forma como as empresas de energia operam.

Banco Português de Fomento recusa empréstimo de 30 milhões à Groundforce

Para a recusa do empréstimo, o BPF argumentou com a “ausência da aprovação e implementação efetiva por parte da administração da Groundforce, de um plano de reestruturação profundo, que adeque a estrutura de custos à nova realidade de receitas, e à recuperação lenta esperada para o setor da aviação comercial”.

BCI, Millennium Bim e Standard seguem como bancos importantes em Moçambique

No rácio que mede a importância para o setor, rotulada com a sigla inglesa D-SIB, o BCI encabeça a lista com 278 pontos, seguindo-se o Millennium Bim com 257 e o Standard Bank com 159.
Comentários