Governo lança nova campanha pela eliminação da violência contra as mulheres

“Vamos ganhar a luta contra a violência” é o mote da campanha, promovida pela secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro. “Apela a que todas as pessoas, não só as vítimas, denunciem situações de violência contra as mulheres”, destaca.

No âmbito do Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, o qual será assinalado no próximo domingo, 25 de novembro, a secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, lança a partir de amanhã a campanha #VamosGanharALutaContraAViolência, em conjunto com a Associação de Mulheres Contra a Violência (AMCV), Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), a Associação Portuguesa de Mulheres Juristas (APMJ), o Movimento Democrático de Mulheres (MDM), a Associação Plano I, a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PPDM), a União das Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) e a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG).

“Bastaria uma vítima para nos inquietar, mas verificaram-se mais de 26 mil ocorrências de violência doméstica em 2017 e já 21 homicídios de mulheres em 2018, em Portugal, para além das situações que continuam invisíveis. Neste sentido, a campanha apela a que todas as pessoas, não só as vítimas, denunciem situações de violência contra as mulheres”, salienta a secretária de Estado, através de comunicado.

“Queremos que as vítimas se sintam confiantes para pedirem ajuda e que as pessoas, que têm conhecimento de situações de violência, se sintam interpeladas e não hesitem em denunciar. A denúncia, a procura de apoios e de informação são passos decisivos para encetar um processo de mudança e de superação, rompendo com ciclos de dúvida, medo e de sofrimento”, defende Monteiro, realçando que “a violência doméstica é crime público”.

 

 

A partir de amanhã, dia 20 de novembro, através de uma rede de parcerias com a RTP, SIC, TVI, Cofina Media, Global Media Group, Grupo Renascença Multimédia, NOS Cinemas, AHRESP, Grupo Barraqueiro, Galp, Metro Lisboa e Porto, a campanha será difundida ao nível nacional e em diversas plataformas. Inclui um vídeo que entretanto já está disponível no canal da CIG no YouTube.

Ler mais
Recomendadas

Greta Thunberg vai ao parlamento português entre final do mês e início de dezembro

Há uma semana, os deputados da comissão parlamentar de Ambiente aprovaram, por unanimidade, a proposta para a vinda da ativista sueca a Portugal.

CDS quer Ordem da Liberdade para quem participou no 25 de Novembro de 1975

O deputado centrista Telmo Correia propôs que o Governo “faça um levantamento das personalidades envolvidas no 25 de Novembro e que não tenham recebido a Ordem da Liberdade”, para que essa distinção lhes seja atribuída, sejam militares ou civis, “em vida ou até a título póstumo”.

Comissão de Transparência. PAN apresenta proposta contra limites ao escrutínio público

Em causa está a decisão do presidente da comissão, Jorge Lacão, de fazer reuniões à porta fechada e sem acesso à comunicação social, alegando que há elementos que vão estar em discussão que não devem ser do conhecimento público.
Comentários