Governo não vê motivos para alargar requisição civil

O Executivo termina o comunicado realçando que não existem motivos para “a revisão dos termos da requisição civil em vigor”.

O Governo fez esta quarta-feira um balanço do cumprimento dos serviços mínimos, relativamente ao dia hoje até às 19h00, realçando que os mesmos “foram genericamente cumpridos”.

No entanto, o gabinete do Ministro do Ambiente e da Transição Energética notou casos de incumprimento: “os únicos casos de incumprimento dos serviços mínimos registados prendem-se com o transporte de JET para os aeroportos de Lisboa e de Faro, situações que já estão abrangidas pela requisição civil em vigor. Neste momento, 18 equipas das Forças de Segurança e das Forças Armadas estão a fazer o transporte de combustível para o aeroporto de Lisboa e seis equipas da GNR a fazer serviço idêntico para o aeroporto de Faro”.

O Executivo termina o comunicado realçando que não existem motivos para “a revisão dos termos da requisição civil em vigor”.

 

Recomendadas

Brexit marca último debate televisivo entre Johnson e Corbyn antes das eleições

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e o rival trabalhista, Jeremy Corbyn, enfrentaram-se num último debate televisivo, transmitido na estação pública BBC a menos de uma semana das eleições legislativas de 12 de dezembro.

Conservadores de Boris Johnson terão maioria no parlamento, conclui sondagem

O estudo de opinião da YouGov aponta para que o partido ganhe 359 dos 650 lugares no parlamento britânico – o melhor resultado em mais de 30 anos.

Brexit antes do Natal: Boris Johnson promete saída antes da data

O dirigente britânico apresentou o manifesto do Partido Conservador em Telford, West Midlands, um documento de 50 páginas que é lançado a cerca de três semanas das eleições antecipadas do Reino Unido, as “mais cruciais da história moderna”, segundo Johnson.
Comentários