Governo reajusta regime jurídico para viagens canceladas

Trata-se do regime que vai regular os ‘vouchers’ das agências de viagens. Em abril, havia sido aprovado um mecanismo que permite o reembolso através de ‘vouchers’ do valor de viagens canceladas por causa da pandemia.

O Governo aprovou esta quinta-feira um diploma que reajusta o regime jurídico excecional aprovado em abril por causa da pandemia e que veio permitir a emissão de vales de valor igual ao das viagens ou o seu reagendamento.

O diploma aprovado reajusta, segundo refere o comunicado do Conselho de Ministros, o “regime jurídico das viagens organizadas, uma vez que a solução que permitia a emissão de um vale de igual valor ao pagamento efetuado pelo viajante ou pelo reagendamento em caso de cancelamento se afigurava como excecional”.

Em abril, o Governo aprovou um mecanismo que permite o reembolso através de ‘vouchers’ do valor de viagens canceladas por causa da pandemia de covid-19.

De acordo com esse regime excecional as viagens marcadas até 30 de setembro e canceladas devido à pandemia podiam ser reagendadas ou substituídas por vales do mesmo valor até 31 de dezembro de 2021, estando previsto o reembolso a partir desta data, caso não se concretizem.

Recomendadas

Novo malware para Mac infetou mais de 30 mil computadores

O problema é que ninguém sabe para que serve nem o que faz este malware.

Converter documentos Word em apresentações PowerPoint automaticamente? Vai ser possível

A criação de apresentações PowerPoint será muito facilitada quando esta nova funcionalidade estiver implementada no Microsoft Word.

Conheça os rótulos europeus de eficiência hídrica e energética e poupe centenas de euros por ano

Nestas imagens fica a conhecer os rótulos para aumentar a poupança. Se utilizássemos equipamentos mais eficientes, o montante a pagar na fatura seria substancialmente reduzido, refere a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.
Comentários