PremiumGreta Thunberg: A polémica menina do clima que o mar trouxe a Lisboa

O maior rosto do ativismo pela ação climática urgente tem feito cara feia aos líderes mundiais. Agora atravessou o Atlântico de barco para chegar a Madrid, onde participou na COP25 e na marcha estudantil pelo clima.

O nome de Greta Thunberg tem feito capas de jornais e revistas por todo o mundo, depois de em 2018 ter ocupado as escadas do parlamento sueco com um cartaz em prol do planeta, uma vez que “não existe planeta B”.

O nome provém do germânico ‘pérola’, mas Greta nasceu na Suécia, a 3 de janeiro de 2003, sendo que atualmente conta com 16 anos e com uma guerra contra as alterações climáticas e políticos às suas costas.

Quando iniciou a ofensiva para alertar consciências relativamente aos problemas ambientais, com apenas 15 anos, a jovem ativista estava longe de imaginar que o cartaz ‘Skolstejk För Klimatet’ [Greve escolar pelo clima] viria a tornar-se a razão para as greves climáticas estudantis que ocorrem às sextas-feiras um pouco por todo o mundo.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Empreendedores australianos são quem mais teme que alterações climáticas prejudiquem as suas empresas

Os incêndios florestais que devastam parte da Austrália já representam uma fatura próxima dos 630 milhões de euros para o setor segurador. Preocupação pelas alterações climáticas é 48% mais elevada que a média global.

Greta Thunberg em Davos: “Ciência e voz dos jovens precisam de ser o centro da conversa”

A ativista participa no Fórum Económico Mundial que decorre entre os dias 21 e 24 de janeiro na cidade de Davos, na Suíça: “Eu não sou uma pessoa que pode reclamar por não ter sido ouvida”, admitiu a jovem sueca.

Um dos mais potentes gases com efeito de estufa está a aumentar na atmosfera, alertam cientistas

Os cientistas esperavam uma queda nos níveis de HFC-23 depois da Índia e a China se terem comprometido a interromper as emissões até 2017. Uma tonelada deste gás emitido para a atmosfera é equivalente a 12 mil toneladas de dióxido de carbono.
Comentários