Grupo BEL celebra 18 anos com conferência sobre liderança

Com a chegada à ‘maioridade’ em outubro, o Grupo BEL propõe a reflexão sobre a forma como os empresários podem transformar o mundo. Conferência é em Lisboa no dia 22 deste mês e conta com o Jornal Económico como media partner.

Como podem os empresários transformar o mundo? É com este repto que o Grupo BEL (acionista do Jornal Económico com 35%) organiza a conferência “Perpetivas de liderança; Horizontes de mudança” que vai decorrer no próximo dia 22 de outubro, a partir das 10h00, no Instituto Universitário Militar em Lisboa.

As inscrições para a conferência estão abertas até 21 de outubro e devem ser efetuadas com envio de mail para o endereço comunicacao@grupobel.pt.

Diferentes perspetivas de liderança
Helena Ferro de Gouveia, diretora de Comunicação e Marketing do grupo BEL, explicou em entrevista ao JE que esta conferência é organizada no âmbito da comemoração dos 18 anos do grupo e que tem como objetivo refletir sobre “as diferentes perspetivas de liderança desde as clássicas, a liderança ética, uma dimensão económica, incluindo uma perspetiva de género e as dimensões culturais”.

A responsável pela comunicação e marketing do grupo BEL realça que o programa da conferência vai contar com um conjunto de jovens empresários “que têm vindo a criar valor e a inovar” e que importa perceber como é que “os nossos empresários do futuro percecionam os próximos anos e qual a sua perspetiva.

Olhares de futuro
Nestes painéis, destaque para o debate que vai juntar Luís Marques Mendes, Marco Galinha, CEO do Grupo BEL, Alexandre Fonseca, CEO da Altice, Joana Rafael, CEO da Sensei e Sérgio Ribeiro, CEO da Planetiers. A manhã vai contar com a exposição de várias perspetivas de liderança: Diogo Leite Campos vai refletir sobre a dimensão ética e Jorge Braga de Macedo trará à conferência a perspetiva económica da liderança. Rosa Monteiro aborda o lado da perspetiva de género na liderança e o Brigadeiro-General Duarte Costa, Comandante Nacional da ANEPC irá ajudar a refletir no que diz respeito a uma perspetiva multidimensional da liderança.

Recomendadas

Fiscalista da EY alerta: IVAucher “aparece envolto em dificuldades técnicas de implementação”

Nas alterações de impostos indiretos no OE2021, Amílcar Nunes, Associate Partner da EY destaca “a figura mediática” do IVAucher, a pretexto da recuperação de alguns dos sectores mais afetados pela pandemia – a restauração, o alojamento e a cultura. Fiscalista deixa, porém, o aviso: “desde logo este mecanismo aparece envolto em dificuldades técnicas de implementação.

Proposta do OE2021 prevê “poucas alterações” em matéria de IRC

“Esta proposta de OE prevê poucas alterações em matéria de IRC e de impostos sobre o património. Numa primeira análise, mais simplista, até podemos dizer que é um fator positivo na medida em que promove a estabilidade e a segurança do sistema fiscal português”, afirma Pedro Fugas, partner da EY.

Legal design. O triângulo entre tecnologia, Direito e design que está a entrar a advocacia

“A tecnologia não nos está a substituir. Temos de utilizá-la, dizer que dados pretendemos e para quê. Claro que são ferramentas novas, mas nós continuamos a ser os profissionais”, garante Alexandre Zavaglia Coelho, CEO da consultora brasileira Legal Score.
Comentários